A situação desesperadora do Cruzeiro

O Cruzeiro tem camisa e pode se recuperar na Série B.

Mas se recuperar, agora, significa livrar-se da Série C, porque, conforme forem os resultados dos jogos restantes na rodada, há riscos de entrar na zona do rebaixamento da Série B.

Com apenas oito pontos, o Cruzeiro está 14 atrás do líder Cuiabá e dez abaixo da Ponte Preta, quarta colocada.

Dá para ainda pensar em subir?

Dar, dá, mas a hora é de fugir do rebaixamento.

O que está difícil.

Agora há pouco o Cruzeiro foi derrotado pelo Avaí, em 11º lugar, no Mineirão, por 1 a 0, segunda derrota seguida sob o comando de Ney Franco, que sucedeu Enderson Moreira que havia sucedido Adilson Batista, tudo isso em apenas 11 rodadas.

Quinta derrota em 11 partidas, com quatro vitórias, mas com seis pontos descontados por punição da FIFA.

Desespero absoluto, fruto de anos e anos dos Perrelas, um dia adorados pelo torcedor cruzeirense, cego para o período em que o clube era saqueado.

E ai de quem criticasse e mostrasse o que os títulos escondiam.

O inferno azul só não é pior do que o vivido por seu torcedor, e conselheiro, mais notório, Aécio Neves.

Atualização às 18h deste sábado, 26/9: Como miséria pouca é bobagem, os resultados do sábado já deixaram o Cruzeiro na ZR, em 17º lugar. E como o Sampaio Corrêa tem três jogos a menos, também deve superá-lo.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *