Análise: caras novas são boa notícia na estreia do Palmeiras no ano; veja como foram os jogadores – globoesporte.com

Verdão testa 23 atletas contra o Atlético Nacional, pelo Torneio da Flórida

Melhores momentos de Palmeiras src (1src) x (9) src Atlético Nacional pelo Torneio da Flórida

Melhores momentos de Palmeiras 0 (10) x (9) 0 Atlético Nacional pelo Torneio da Flórida

O saldo da primeira partida do Palmeiras em 2020 pode ser considerado positivo.

O empate sem gols com o Atlético Nacional, com vitória por 10 a 9 valendo ponto extra nos pênaltis, na abertura do Torneio da Flórida, nos Estados Unidos, apresentou ao torcedor alviverde caras novas que podem começar a ganhar mais espaço no restante da temporada.

Ainda em pré-temporada, Luxemburgo usou 45 minutos para escalar o time que hoje mais se aproxima do titular. E assim escalou o Verdão com Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Patrick de Paula, Bruno Henrique e Lucas Lima; Raphael Veiga, Dudu e Luiz Adriano.

Em pouco tempo de jogo e com pouco tempo de trabalho, os palmeirenses enfrentaram um adversário que criou dificuldade, levou perigo para Weverton e tentou comandar o ritmo do primeiro tempo.

Dudu avança sobre a marcação do Atlético Nacional — Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Dudu avança sobre a marcação do Atlético Nacional — Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Dudu avança sobre a marcação do Atlético Nacional — Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

A linha defensiva do Verdão apresentou alguns problemas de entrosamento. Patrick de Paula foi escolhido para ser o substituto de Matheus Fernandes e formar dupla com Bruno Henrique. Mesmo com ganho técnico, a saída de bola não funcionou com eficiência.

Agora zagueiro, Felipe Melo ganhou divididas e, capitão da equipe, orientou, reclamou e buscou se aproximar do árbitro em alguns lances. Mas se complicou em duas saídas de bola ao tentar segurar mais a jogada do que o necessário.

Na esquerda, Diogo Barbosa viu o Atlético Nacional criar suas melhores oportunidades pelo seu lado da defesa. Em dia de pouca participação, Raphael Veiga não teve muito brilho nem no apoio, nem na ajuda defensiva.

Lucas Lima tenta o chute pelo Palmeiras contra o Atlético Nacional — Foto: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Lucas Lima tenta o chute pelo Palmeiras contra o Atlético Nacional — Foto: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Lucas Lima tenta o chute pelo Palmeiras contra o Atlético Nacional — Foto: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Assim como já ocorreu em 2019 (e em 2018, 2017, 2016 e 2015), Dudu foi a principal alternativa de criatividade e velocidade. É verdade que ele teve apoio de um Lucas Lima mais participativo e de um Luiz Adriano que procurou espaços, mas as melhores oportunidades do Verdão se resumiram a dribles de Dudu e a uma finalização de Lucas Lima dentro da área.

Tudo mudado no segundo tempo

O Palmeiras voltou totalmente modificado para o segundo tempo. Luxemburgo fez 11 mudanças. E viu Jailson trabalhar mais do que Weverton trabalhou durante toda a primeira etapa. Mas também viu o Verdão chegar com mais frequência e facilidade ao gol adversário.

Com Gabriel Menino, Ramires e Zé Rafael, e depois com Alan, o Palmeiras mostrou qualidade no meio de campo e uma rápida saída para o ataque.

Gabriel Veron foi a campo no segundo tempo contra o Atlético Nacional — Foto: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Gabriel Veron foi a campo no segundo tempo contra o Atlético Nacional — Foto: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Gabriel Veron foi a campo no segundo tempo contra o Atlético Nacional — Foto: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

A velocidade, aliás, foi algo muito presente com Gabriel Veron e Wesley. Contra um Atlético Nacional que também fez diversas substituições, o time alviverde mostrou um futebol com mais dribles com a dupla e mais alternativas no setor ofensivo, com boa aproximação de Gabriel Menino.

Esteve longe de ser um indicativo de time ou de mudanças, até porque foram os primeiros 90 minutos de uma temporada com outras quatro competições para serem disputadas. Mas parece que o Verdão poderá ter caras novas à disposição de Vanderlei Luxemburgo com mais frequência.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *