Armário-Cápsula – Primavera 2020

Eu gosto de usar a técnica do armário-cápsula para organizar o meu guarda-roupa. A adaptação que faço é criar uma cápsula de peças para um período de tempo em que ela faça sentido para mim – não necessariamente por estação, mas uso as estações como direcionamento.

Por exemplo, em setembro, antes do início da primavera, os dias começam a ter um sol mais quentinho, mas ainda tem bastante chuva, brisa fresca, então não dá para abrir mão de peças mais quentes. É a verdadeira meia-estação, na minha opinião, pelo menos aqui em São Paulo (capital).

Esta versão da cápsula então eu quis criar para usar até quando realmente começar a ficar quente e não fizer mais sentido ter peças grossas como lãs e moletons mais felpudos no armário.

Por setembro ser um mês da renovação para mim (esse até é o tema que trago para o blog e outros canais do Vida Organizada), quis usar cores mais suaves, naturais, claras, pastel. Eu sempre uso verde, azul, na primavera, que acho que são bons cores para essa época. Mas estou em um momento da vida em que só quero usar coisas bem naturais, tipo algodão, linho cru – sabem essa vibe? Então eu separei as peças que eu tinha que eram mais ou menos nessa pegada, guardei aquelas que eu definitivamente não vou usar no momento (inverno e alto verão) e fiquei bastante satisfeita com as peças escolhidas.

Meu armário tem 5 portas, então minha ideia é deixar a cápsula em duas partes, onde ficam também as gavetas. Desse modo, no dia a dia acesso apenas esse compartimento para escolher as minhas roupas. Eu sei que tenho bastante roupa. Agradeço a compreensão. Tive problemas com auto-estima a vida inteira e apenas de dois anos para cá eu consegui me sentir melhor, e usar roupas que eu goste é uma parte importante desse processo.

Cores-base da cápsula: branco, cinza mescla, bege, azul jeans claro, cores pastel

De calças, tenho:

  • uma calça amarela de sarja, skinny
  • uma calça branca de sarja, bootcut
  • uma calça de alfaiataria / pantacourt rosa pastel, de crepe
  • uma calça de sarja azul turquesa, skinny
  • uma calça jeans pantacourt
  • uma calça branca pantacourt, de linho
  • uma calça jeans claro estilo mom

Shorts:

  • shorts jeans mais gasto
  • shorts jeans com laço na amarração, estilo clochard
  • shorts branco de sarja
  • short bege clochard, meio social*

Outros:

  • macacão curto bege*
  • saída de praia (vestidinho branco), pra usar em casa mesmo

Partes de cima:

  • 3 regatas: uma branca de algodão, uma branca de malha com poás e uma cinza de malha
  • camisetas básicas em tons de cinza, branco, off-white e uma turquesa
  • camisa de manga curta amarelo pastel
  • 3 blusinhas mais arrumadinhas para “trabalho”: uma rosa, uma branca e uma amarelo pastel
  • uma camiseta de malha cinza bem folgada
  • jaqueta jeans claro
  • 2 blusas de moletom: cinza e branco
  • 2 blusões grossos de lã: bege e cinza
  • suéteres finos de lã, que uso muitas vezes como camisetas: cinza, bege, off-white
  • uma camisa branca de linho

Roupas de base, tipo camisetinhas de algodão, para usar por baixo das roupas, ou lingerie, roupa de academia, pijamas, não entram no armário-cápsula acima. Estão nas gavetas. Na primeira gaveta eu coloco calcinhas, sutiãs, meias e acessórios (toucas, máscaras, lenços). Na segunda, camisetas e roupas de praticar exercícios. Na terceira, pijamas.

Apesar de não contar sapatos, existem alguns que acredito que combinem com a vibe dessa cápsula:

  • mocassim preto e branco
  • sandália bege de tiras, rasteira
  • sandália amarela de tiras, rasteira
  • melissa rasteira, bege
  • tênis branco
  • mule camelo
  • sapatilha dourada estilo mary jane
  • sandália nude com salto meia pata (vai que preciso usar algo assim)

O que está com um asterisco foram as duas únicas peças novas, que comprei pela Internet em um saldo de verão no mês de maio ou julho. O resto eu já tinha.

A foto acima mostra bem a minha vibe dessa cápsula. Leve. É isso.

Não tenho a necessidade de comprar nada nesse momento porque acredito que o que eu tenha me abasteça muito bem, obrigada. Mas tem duas coisinhas que, se eu encontrar num modelo e preço legais, talvez acabe comprando. Sinto falta de um vestido curto, de malha, em um tom clarinho assim – branco, bege, cinza mescla. Se por acaso achar algo legal, talvez eu compre. Eu também sinto falta de uma sandália estilo birkenstock para ficar em casa. Sem isso, ou uso sapato mesmo ou fico de pantufa, e gosto de usar algo que não pareça ser ou pijama ou roupa de sair.

Trabalhando em casa em um dia comum

É bem provável que ali, por volta de outubro, ou começo de novembro, eu já reorganize essas peças, fazendo uma nova cápsula. Me ajuda muito pensar assim: se eu fosse viajar um mês e ficar fora de casa, quais roupas eu levaria? Não se trata de restrição em termos de quantidades, mas de coesão entre as peças escolhidas.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *