Azul voltará a voar para Guarulhos, Maceió, João Pessoa e mais três cidades em julho

A Azul anunciou novidades em sua malha aérea de julho. A companhia vai retomar voos em seis cidades brasileiras: São Paulo (Guarulhos), João Pessoa, Maceió, Marília, Porto Seguro e Maringá. Com a novidade, a empresa chega a 66 destinos domésticos atendidos neste momento delicado da pandemia da Covid-19. Serão 242 decolagens diárias quando houver maior demanda, um crescimento de quase 50% referente à malha que está sendo operada neste mês.

Os voos partindo de Guarulhos serão realizados no Terminal 2, onde também estão a GOL e a Latam. Antes da pandemia, a Azul operava no pequeno Terminal 1, junto com a VoePass. A companhia terá voos do aeroporto paulista para Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Cuiabá.

Ao todo, a Azul deve operar 23 novas rotas em julho, com destaque para os inéditos voos do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, ao Recife e Cuiabá, totalizando oito cidades atendidas a partir do SDU – para onde a empresa começou a voar com o Airbus A320neo.

Azul com seu A320neo no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro

A partir de Belo Horizonte, a companhia volta a ter voos diretos para Guarulhos, Recife, Salvador, Brasília, Porto Seguro e Belém, chegando a 20 voos diários. O Recife terá voo direto para o Rio, Teresina, João Pessoa, Maceió, Guarulhos e BH, fazendo com que o centro de conexões do Nordeste chegue, em média, a 22 decolagens por dia. Já Manaus volta a ser conectado com Belém e Porto Velho, enquanto Cuiabá terá voos para Campo Grande, Guarulhos e Rio.

Campinas, a principal base operacional da Azul no país, terá operações para Porto Seguro, Maringá, Sinop, Chapecó e Marília, além do aumento de capacidade nas decolagens para Bauru. A cidade do interior paulista, que tem operado voos com as aeronaves modelo Cesna Gran Caravan para nove clientes, passa a receber operações com o ATR 72-600, que comporta até 70 pessoas. Com as adições, o aeroporto de Viracopos terá 62 voos diários para 33 destinos.

“A malha que estamos construindo para julho fortalece a conectividade da Azul para todas as regiões do país, reconectando o Brasil por meio do modal aéreo. Sabemos que o transporte aéreo é essencial e fundamental para contribuir com a retomada da economia e estamos prontos para voar para cada região”, afirma Abhi Shah, vice-presidente de Receitas da Azul.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *