Cinco políticos de VG devem disputar vagas na Assembleia

A disputa pelas vagas de deputados estaduais tem movimentado os bastidores da política de Várzea Grande. Na lista de possíveis candidatos, cinco nomes vêm se destacando nesse período de pré-campanha. São eles: o ex-governador Júlio Campos (DEM); o ex-secretário de Estado, Alan Zanatta (PTB); o suplente de deputado estadual Jajah Neves (PSDB); o ex-vereador Kalil Baracat (MDB); e Alan Top Gás (PSB), que saiu derrotado na última disputa a prefeitura da cidade.

Com 184.500 eleitores, Várzea Grande atualmente não possui nenhum representante, legítimo da cidade, eleito no Poder Legislativo Estadual. Alguns movimentos da sociedade trabalham para mudar essa realidade, ressaltando a importância dos eleitores escolherem representantes da cidade nas eleições que se aproximam. Hoje o município teria o potencial eleitoral para eleger de três a quatro deputados estaduais.

Neste pleito nenhum vereador da cidade deve disputar as eleições a deputado estadual. O vereador Ícaro Reveles (PSB) que tentará uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Júlio Campos

Com uma larga experiência na política, a possível candidatura de Júlio Campos já o coloca como um dos preferidos para conquistar uma das cadeiras de deputado estadual. Mesmo com projeto dentro de uma chapa considerada pesada, que precisaria de muitos votos para se eleger, Júlio Campos é apontado como um dos que estaria nas cabeças do grupo.
Entretanto, o projeto político de Júlio Campos estaria diante de muitas incertezas. Segundo informações, os planos do político podem não saírem do papel, em decorrência de fatores externos a sua vontade, como a cogitada candidatura de seu irmão Jayme Campos ao Senado, além de questões familiares e de saúde.

Alan Zanatta

O pré-candidato Alan Zanatta vem montando um projeto eleitoral, rumo a uma vaga na Assembleia Legislativa, com bastante musculatura política. Zanatta conta com apoios importantes como o do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro; do ex-prefeito municipal Walace Guimarães e sua esposa Jaqueline Guimarães; do ex-prefeito da Capital, Chico Galindo; além do senador Wellington Fagundes, que é pré-candidato ao Governo. Oriundo do setor empresarial, o político terá neste campo outro de seus pilares de apoio.
Com tamanho trânsito político, Zanatta é apontado como um dos nomes com chances reais de eleição, uma vez que sua legenda trabalha a construção de uma “frentinha” para conquistar de duas a três vagas.

Jajah Neves

O apresentador e suplente de deputado estadual, Jajah Neves deve encontrar dificuldades na caminhada a uma cadeira no Legislativo Estadual. Gravado pelo seu ex-funcionário, o repórter Arthur Garcia, Jajah Neves afirmou que devolvia dinheiro ao deputado Wilson Santos (PSDB), que era o titular da vaga assumida por ele como suplente. Ele disse que repassava a quantia de R$ 65 mil, todos os meses, referente a Verba Indenizatória paga aos deputados.
No áudio, Jajah também reclamou que, apesar de estar no exercício do cargo, não conseguiu emplacar nenhum aliado em cargos de indicação política junto ao Governo do Estado. Jajah Neves disse na gravação que “sustenta” a TV Mato Grosso (canal 27.1), onde apresenta um programa, com dinheiro público.
Diante dessa situação, Jajah Neves deve enfrentar desgastes junto a sociedade. O caso do político encontra-se na esfera judicial.

Kalil Baracat

Integrante de família tradicional de Várzea Grande, Kalil Baracat ensaia uma candidatura a deputado estadual. Ex-vereador da cidade, Kalil deixou recentemente o cargo de Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação para estar apto a disputar o pleito. O político enfrentará uma verdadeira batalha dentro do MDB para conseguir viabilizar sua eleição. Em Várzea Grande, ele deve contar com o apoio irrestrito do deputado federal Carlos Bezerra, principal cacique do partido. Kalil corre o risco de obter uma votação expressiva e não conquistar uma vaga na Assembleia, diante dos nomes já postos como pré-candidatos na legenda.

Top Gás

O empresário Alan Top Gás, que vem de uma campanha a prefeito de Várzea Grande, se apresentará novamente aos eleitores várzea-grandenses, agora em busca de uma vaga na Assembleia Legislativa. O político, segundo informações, teria fechado apoio político com outros empresários do setor do gás de cozinha para apoiá-lo, com isso ele prevê a garantia de votação em outras regiões do Estado. Sobretudo, Top Gás também enfrentará desafio dentro do próprio partido, podendo conquistar uma boa votação e não garantir uma cadeira no Legislativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *