Corpo de Bombeiros distribui 1,8 mil máscaras em Cuiabá

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso distribuiu 1.800 máscaras na tarde desta sexta-feira (3). A ação ocorreu no período da tarde, na Estação Bispo e na entrada de um supermercado localizado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça.

A doação das máscaras integra a campanha “Eu cuido de você e você cuida de mim”, lançada pelo governo nesta tarde, que incentiva toda a população a usar e produzir máscaras de proteção, feitas em casa, como forma de prevenção ao coronavírus. Em anúncio feito em transmissão ao vivo pelas redes sociais do governo, o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que será dado um prazo até o dia 13 de abril para que todas as empresas e estabelecimentos que continuarem em funcionamento durante a pandemia providenciem máscaras aos seus funcionários.

Leia também – SES registra 44 casos confirmados e 305 suspeitos em MT

“Nessa semana o nosso ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, falou justamente isso. Que as máscaras de pano funcionam muito bem como barreira, são de baixo custo e podem ser lavadas facilmente com água sanitária ou produtos semelhantes”, citou o democrata.

O uso de máscaras é um poderoso instrumento para frear a proliferação do Covid-19. De acordo com especialistas em saúde pública, a máscara impede que as gotículas de saliva de um portador do vírus sejam expelidas no ambiente e, consequentemente, evita que outras pessoas entrem em contato com a superfície contaminada.

Um exemplo prático é o balcão de uma loja, de um escritório, ou até de uma mesa. Sem a máscara, uma pessoa contaminada, ao falar, expele gotículas de saliva que ficam sob essa superfície. Outra pessoa, ao tocar nessa superfície e depois levar a mão aos olhos, nariz ou boca, acaba sendo contaminada.

De acordo com o médico Dr. Abdon Karhawi, que é especialista em infectologia e professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), as máscaras artesanais – feitas de pano, algodão e tecidos similares – são instrumentos eficazes para conter o avanço da doença.

“A máscara pode ser de pano, ser feita em casa. Importante que tenha duas camadas de tecido, ou que seja com um tecido mais grosso. Essa máscara é reutilizável, então quando ficar úmida, você pode lavar e usar de novo. É importante ter umas três máscaras por pessoa, para poder fazer esse revezamento”, pontuou. Karhawi reforçou que, além do Brasil, vários países do mundo têm recomendado e adotado o uso de máscaras como forma de prevenção. (Com informações da assessoria)

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *