Dimenstein: imagens e depoimentos ainda não me permitem acusar Neymar

Analisando todos os depoimentos, laudos, fotos e vídeos, não consigo acusar nem absolver o jogador Neymar.

Para deixar as coisas claras: não gosto de Neymar. É o tipo do malandro brasileiro que simboliza o pior de nossa mentalidade atrasada.

Ser sonegador de impostos é apenas uma dimensão dessa malandragem.

Seu bolsonarismo machista não melhora em nada — pelo contrário — minha opinião sobre Neymar.

Minha tendência íntima é acusá-lo — e dar razão à modelo Najila Trindade.

Até porque não gosto desse estereótipo da mulher sedutora diante do ingênuo macho.

Mas, por enquanto, não consigo. Nada do que vi sustenta — por enquanto — que o jogador tenha cometido estupro ou mesmo agressão.

Existe um laudo médico? Existe. Mas como posso saber que Neymar é o responsável pelos hematomas apontados?

Há um trecho do vídeo do segundo encontro. Mas o que eu vi ali foi Najila atacando Neymar — e deixando a câmera em um ponto estratégico.

Tantas mudanças de advogado da modelo em tão pouco tempo não reduzem minhas incertezas. Pelo contrário.

Fico na expectativa do vídeo de 7 minutos. Até lá, apenas observo e não julgo.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *