Entrevista exclusiva | Luiza Sonza sobre haters: ‘Dão mais vontade de lutar’

Luísa Sonza tem apenas 21 anos e começou a cantar aos 7 em uma banda de baile, quando ainda morava em Tuparendi, no interior do Rio Grande do Sul. A experiência profissional precoce deu a ela segurança e clareza sobre onde e como quer chegar —conforme ela mesma diz “subindo cada degrau de uma vez, focando em um sucesso linear”.

Mas, quando se lançou nacionalmente, em 2017, Luísa recebeu críticas e enfrentou quem não acreditava no seu sucesso. Críticos diziam que ela só ficou famosa por causa do marido, o youtuber Whindersson Nunes. Em entrevista exclusiva ao UOL, ela mandou um recado aos haters.

“Estamos em primeiro lugar no Spotify com Combatchy (feat com Anitta, Lexa e MC Rebecca). Eu mandaria um grande abraço para todos. Agradeço muito a eles, porque nada veio fácil para mim. Eles me dão ainda mais força para conquistar meus objetivos. Infelizmente, tive que ficar provando as coisas para quem não conhecia minha história”, diz.

A cantora diz que não se abala com comentários maldosos a seu respeito e que continua emitindo sua opinião sobre diversos assuntos nas redes sociais. Só no Instagram, Luísa soma mais de 15 milhões de seguidores. Ela usa seu poder de fala na web para defender minorias, militar pela causa LGBTQ+ e discutir o feminismo.

Lexa, MC Rebecca, Anitta e Luisa Sonza gravaram o feat Combatchy - Divulgação

Lexa, MC Rebecca, Anitta e Luisa Sonza gravaram o feat Combatchy

Imagem: Divulgação

É normal ser atacada quando a gente se manifesta sobre algum assunto polêmico. Mas isso não me faz perder a vontade de defender o que acredito. Se eu deixar de expor minhas opiniões por causa dos haters, deixarei de ser eu mesma. Esses ataques não me impedem em nada, pelo contrário, dão mais vontade ainda de lutar

A gaúcha revela que a força feminina está no DNA da família. Ela diz que a formação do seu caráter se deve às mulheres com quem conviveu.

“Minha avó criou os filhos sozinha. Meu avô foi assassinado quando minha mãe era novinha. A força e a união das mulheres da minha família são uma inspiração para mim. Minha mãe sempre me ensinou a ter um senso muito crítico das coisas e uma independência emocional e financeira. Inclusive, a primeira música do álbum Pandora é em homenagem a ela, Eliane”, explica.

Em um dos seus hits, Boa Menina, Luísa fala sobre empoderamento e quebra de padrões impostos às meninas, reforçando sua atitude ao dizer: “Não me interessa o que pensam de mim”. A cantora diz que desde criança tinha personalidade forte.

“Sempre fui de bater de frente com algo que não concordava. Desde menina era questionadora. Quando tinha alguma coisa que homem podia fazer e mulher não, eu perguntava o porquê e falava quando não achava certo”, recorda.

Pressão para se tornar mãe

Uma das pressões sofridas no universo feminino que costuma incomodar Luísa é a cobrança pela maternidade. Segundo a artista, desde que se casou, em fevereiro de 2018, as pessoas pedem um filho do casal.

“Sinto essa pressão, sim. Todas as mulheres sentem essa pressão para engravidar. Acho tão chato. Hoje em dia, a mulher tem que fazer sua história e não seguir um roteiro imposto para ela. Por isso, respondo que não sei ou que não vou ter, para quebrar essa vontade. Quando digo que não vou ter, é justamente para as pessoas pararem de perguntar sobre isso.”

E resume: “Tenho apenas 21 anos e estou muito focada nos meus projetos profissionais mesmo”.

Whindersson Nunes e Luísa Sonza durante o casamento em São Miguel dos Milagres, litoral de Alagoas - Manuela Scarpa/Brazil News

Whindersson Nunes e Luísa Sonza durante o casamento em São Miguel dos Milagres, litoral de Alagoas

Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *