Ex-Prefeito/VG é atacado nas redes sociais e “ganha” sinônimo de “Propineiro”

O jogo começou em VG

O ex-prefeito cassado de Várzea Grande, Walace Guimarães foi atacado durante na noite desta quinta-feira (06), nas redes sociais do município. As ofensas partiram do filho do ex-secretário de Jayme Campos, João Bosco, Amilcar Barros, que chamou Guimarães de “vagabundo” e “propineiro”. O termo utilizado de “propineiro” seria alusão a palavra “propina”. Barros, disse que Walace o quebrou, no entanto, não colocou qual seria o fato relacionado. “Se não fosse papai, tava fu…Me quebrou, filho da puta. Desgraçado. Me quebrou. Doutor Walace vagabundo. Porcaria. Propineiro”, foram os adjetivos utilizados no áudio, inclusive com fortíssimas acusações. O ex-gestor cassado colocou seu nome a disposição da população pelo PV ao cargo de Prefeito para a próxima eleição. Pelo visto, a rejeição de Walace nasce dos próprios ex-correligionários.

 

4 comentários em “Ex-Prefeito/VG é atacado nas redes sociais e “ganha” sinônimo de “Propineiro”

  • 7 de agosto de 2020 em 07:00
    Permalink

    Não só ele como alguns secretários. Bastava surgir o resultado de uma licitação e eles estavam batendo na porta das empresas querendo dividir o lucro. Há quem diga que eles seguravam os pagamentos dos serviços realizados, e só pagavam mediante um cuézinho.

    Resposta
    • 8 de agosto de 2020 em 14:17
      Permalink

      Mas se um solicitou e outro pagou. Há no mínimo dois crimes aí. Um deverá responder por corrupção ativa e outro passiva, ambos Crimes Contra a Administração Pública. Cadê o MP para apurar isso?

      Resposta
  • 8 de agosto de 2020 em 14:16
    Permalink

    Mas se um solicitou e outro pagou. Há no mínimo dois crimes aí. Um deverá responder por corrupção ativa e outro passiva, ambos Crimes Contra a Administração Pública. Cadê o MP para apurar isso?

    Resposta
  • 9 de agosto de 2020 em 00:05
    Permalink

    Wallace realmente é mala sem alça. Mas esse sujo falando de mal lavado. Quebrou porque, repartiu o lucro com o doutor?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *