Justiça “livra” Souza e Vice de cassação em Livramento

 Publicado em 13/01 às 15:58 hs.

A Juíza eleitoral de Várzea Grande, Eulice Jaqueline da Costa Silva Cherulli julgou improcedente uma ação proposta pelo Ministério Público Eleitoral que requeria a cassação dos diplomas do Prefeito Silmar de Souza Gonçalves e seu vice, Thiago Gonçalo de Almeida por supostamente terem utilizado uma quadra poliesportiva na Escola  Estadual Quilombola Tereza Conceição Arruda, localizada no “Quilombola Mata Cavalo”. A Magistrada entendeu que o uso do bem público não interferiu na normalidade e na legitimidade da eleição, e dessa forma não houve gravidade suficiente para cassação dos diplomas e decretação da  inelegibilidade. Na sentença, os gestores foram condenados ao pagamento da multa de R$ 5.320,50, cada um.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *