Mato Grosso registra 127 ocorrências relacionadas às eleições no período

Mato Grosso registrou 127 ocorrências criminais relacionadas às Eleições 2020. É o que aponta o levantamento do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), divulgado no último boletim deste domingo (15.11), às 16h40. Destas, 105 foram referentes à boca de urna, crime eleitoral que consiste na divulgação no dia da eleição de partido político ou candidatos.

Secretário recebe presidente do TRE no dia das eleições

Os demais registros foram: Tumultuar local de votação (05); compra de votos (05); promover, no dia da eleição, para fraudar o exercício do voto, a concentração de eleitores, inclusive com fornecimento gratuito de alimento e transporte coletivo (04); fake news (02); violar sigilo de voto (02); transporte de eleitor (02); recusar ou abandonar o serviço eleitoral sem justa causa (01); injúria eleitoral (01).

O detalhamento por municípios pode ser acessado no boletim, clicando aqui.

Os dados foram compilados pelo GGI e incluem os levantamentos da Superintendência do Observatório de Segurança da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), responsável pelos registros da Polícia Civil (PJC-MT) e Polícia Militar (PM-MT), e da Polícia Federal (PF).

As eleições deste ano são para os cargos de prefeito(a), vereador(a) e suplementar ao Senado Federal. O GGI das Eleições 2020 está instalado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Sesp-MT, e conta com o trabalho das forças de segurança estaduais (PM-MT, PJC-MT, CBM-MT, Ciopaer, Gefron e Politec), da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Exército Brasileiro, Marinha do Brasil e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT).

Na manhã deste domingo, o secretário de Estado de Segurança, Alexandre Bustamante, recebeu o presidente do TRE-MT, desembargador Gilberto Giraldelli, o juiz eleitoral Lídio Modesto, e outros representantes do Tribunal, e apresentou a estrutura disponibilizada à Justiça Eleitoral.

“Tanto a Sala de Situação quanto a Sala NOC (videomonitoramento) foram estruturas criadas na véspera da Copa do Mundo de 2014, e ficaram como legados para atender esses eventos de grande porte. É um aparato de tecnologia que funciona de forma integrada, para garantir segurança à população”, ressaltou o titular da Sesp-MT.

O presidente do TRE-MT elogiou o trabalho realizado por todos os órgãos envolvidos e o empenho das forças de segurança. “Tudo começa antes do dia da eleição, com reuniões, planejamento, toda a logística, e sem essa integração com a Sesp-MT e as forças federais não conseguiríamos chegar neste resultado”, frisou o desembargador.

Efetivo empregado

Para Operação Segurança nas Eleições 2020, a Sesp-MT empregou um efetivo de 4.523 profissionais e 1.337 viaturas para todo o estado. Já a Polícia Federal destinou 207 profissionais e 54 viaturas, a PRF atua com 70 policiais e 30 viaturas, o Exército com 375 militares, e a Marinha disponibilizou 8 fuzileiros e 2 motoristas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *