Mattos garante permanência de Sampaoli no Atlético, mas diz que situação financeira é ‘delicadíssima’ – Superesportes

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)
Alexandre Mattos falou sobre a delicada situação financeira do Atlético (Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Para assinar contrato com o Atlético, o técnico Jorge Sampaoli fez várias exigências: salários em dia, novas contratações… Os atrasos no pagamento dos vencimentos mensais dos jogadores, porém, têm desagradado ao argentino. Nesta terça-feira, o diretor de futebol alvinegro, Alexandre Mattos, falou sobre o tema.

“O Atlético vive uma situação financeira delicadíssima, isso não é segredo para ninguém. Com a pandemia, isso “otimizou” e ficou mais difícil ainda. O Sampaoli veio para cá, o que também não é segredo, com algumas situações definidas de salário em dia, de possibilidade de montar elenco forte para tentar títulos. Isso tudo nós estamos conseguindo fazer com um esforço hercúleo. O Atlético tem uma proximidade desses vencimentos em dia”, garantiu, em entrevista no início da tarde à Rádio Itatiaia.

Pela manhã, o jornalista Heverton Guimarães, da Rádio 98 FM, noticiou que Sampaoli havia dado um ultimato à diretoria do Atlético: se os salários dos atletas não forem colocados em dia, o treinador pediria demissão. Alexandre Mattos falou sobre o tema e garantiu a permanência do argentino no clube, mas afirmou que “qualquer profissional tem o direito de sair ou ficar”.

“O Sampaoli tem contrato, vai cumprir o contrato. Vamos tentar ser campeões. Lá no futuro, a gente precisa alinhar algumas coisas em conjunto e, aí sim, definir as situações. Qualquer profissional tem o direito de sair ou de ficar onde está. Ele tem contrato exatamente por isso. Não é o caso imediato. O Sampaoli, na verdade, a preocupação dele é trazer jogadores, fazer um time forte e ganhar o jogo de sábado, que é muito importante para o nosso objetivo futuro, que é tentar buscar esse título, que é o que queremos conquistar para o nosso torcedor”, disse.

Mattos fez referência ao próximo compromisso do Atlético pelo Campeonato Brasileiro. A partir das 21h deste sábado, a bola rola para o duelo contra o Atlético-GO, no Olímpico, em Goiânia, pela 11ª rodada da competição.

Leia a íntegra da resposta de Mattos sobre as cobranças de Sampaoli em relação a salários atrasados

“Primeiro que a exigência parte, inclusive, do nosso presidente. O nosso presidente quer a casa em ordem. Todo profissional quer ser respeitado recebendo o seu vencimento em dia. É uma coisa corriqueira de qualquer empresa, não só no futebol e não só no Clube Atlético Mineiro. O nosso presidente também luta diariamente para tentar colocar a casa em ordem. Os nossos investidores, Rafael Menin e Rubens Menin, aos quais a gente é extremamente agradecido, estão nos ajudando não só em aquisições, mas no dia a dia do Atlético, não só no pagamento de salários, mas também em pagamento de voo fretado, aquisição de algumas coisas. O Atlético vive uma situação financeira delicadíssima, isso não é segredo para ninguém. Com a pandemia, isso “otimizou” e ficou mais difícil ainda. O Sampaoli veio para cá, o que também não é segredo, com algumas situações definidas de salário em dia, de possibilidade de montar elenco forte para tentar títulos. Isso tudo nós estamos conseguindo fazer com um esforço hercúleo. O Atlético tem uma proximidade desses vencimentos em dia. O Sampaoli tem contrato, vai cumprir o contrato. Vamos tentar ser campeões. Lá no futuro, a gente precisa alinhar algumas coisas em conjunto e, aí sim, definir as situações. Qualquer profissional tem o direito de sair ou de ficar onde está. Ele tem contrato exatamente por isso. Não é o caso imediato. O Sampaoli, na verdade, a preocupação dele é trazer jogadores, fazer um time forte e ganhar o jogo de sábado, que é muito importante para o nosso objetivo futuro, que é tentar buscar esse título, que é o que queremos conquistar para o nosso torcedor.”

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *