Membros de grupo WhatsApp incitam mortes de policiais; veja as mensagens

Vídeo que circula nas redes sociais mostra um grupo denominado “Tropa do Fazendeiro”, onde os membros convocam uma ação para matar policiais nas ruas da cidade. As ameaças são motivadas pelas recentes ações do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que resultou na morte de duas pessoas.

Ao que tudo indica, as imagens foram feitas de celulares de um dos mortos na ação do bairro Altos da Serra, na noite de quarta-feira (5). “Gurizada vamos começar a matá (sic) policia na rua pq se n todo dia vai ser assim morrendo gurizada”, diz trecho de uma das mensagens, encaminhada por um número com DDD 47.

Leia também – Morto em ação do Bope tinha passagens por sequestro e roubo

“Quando eu sair, vou sair daquele jeito. Vou para a quebrada, vou matar um policia lá aí quero ver quem é os cara que são bandido mesmo”, continua a mensagem. Em outra mensagem, o membro do grupo diz que “vamos colocar nossas eqp na rua para matar policia”, conta.

Além disso, ele revela que “tenho uns guri ali loko pra ir para cima” da polícia. O DDD deste número é 011. A Polícia Militar não se manifestou sobre as ameaças.

Confronto e morte

Como já noticiado pelo , Bope fazia rondas pelo bairro Altos da Serra, em uma região já conhecida pelo tráfico, quando as viaturas foram alvos de tiros. Os policiais identificaram o local de onde os disparos foram feitos e cercaram o local.

Três suspeitos conseguiram fugir e outros dois não obedeceram as ordens, revidaram ameaças e acabaram baleados. Foram socorridos, mas não resistiram e morreram na Policlínica do Planalto. Um dos mortos é Maycon Luiz Santana, 21 anos e Abner Pinheiro, 17.

Na casa em que eles estavam, a polícia apreendeu 2 barras grandes de maconha. Eles acreditam que o local era ponto de distribuição da droga, já que não tinha características de ser uma boca de fumo. O caso é investigado.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *