MT : Rota do Oeste comete fraude contra cidadão na 163, diz Mendes

O governador Mauro Mendes (DEM) demonstrou irritação com o não cumprimento de cláusulas do contrato da empresa Rota do Oeste com o Governo Federal para a administração da Rodovia BR-163.

Mendes chegou a classificar como “absurda” e “fraude” a atuação da concessionária.

A 163 é a principal via rodoviária de escoamento do agronegócio no Estado. O grande questionamento em relação à concessionária é não duplicação de toda a extensão concedida.

Mendes lembrou que, em contrato, o trecho entre Cuiabá e Sinop deveria ter sido duplicado integralmente até o fim de 2019, o que não aconteceu.

“O que está acontecendo na 163 é um absurdo. Alguém ganhou uma licitação para duplicar a rodovia, e em 2019 teria que estar 100% duplicada de Cuiabá a Sinop, e não duplicaram. Isso é uma fraude que está acontecendo contra o cidadão mato-grossense”, afirmou o governador na manhã desta sexta-feira (1º).

“Ganharam um contrato para fazer, estão cobrando pedágio e não fizeram um metro sequer de duplicação. Alguém tem que tomar providência”, emendou.

Em meados deste ano, o ministro da infraestrutura Tarcísio de Freitas veio a Mato Grosso e participou de uma audiência pública sobre a concessão.

À época, ele disse que o Governo está em processo de rompimento do contrato com a concessionária com duas alternativas em andamento: a caducidade ou a transferência de controle da empresa.

“Alguém tem que tomar providências”

A visita do ministro trouxe a expectativa de uma solução para via. No entanto, nada foi definido. Mendes cobrou que o Governo Federal tome providências sobre o caso.

“Está errado. Como vai dizer que está certo um negócio desses? Todo mundo pode descumprir contrato? E vai ficar por isso mesmo? Estão cobrando para fazer, estão recebendo o dinheiro para fazer, e não fizeram. Alguém tem que tomar providência”, cobrou o governador.

Midiamews.com.br

Facebook Notice for EU!
You need to login to view and post FB Comments!

Leia Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *