No Paraguai | Prisão em que Ronaldinho está limita visitas por covid-19

O quartel usado como prisão no qual estão Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Assis passou a restringir o número de visitas como medida de combate ao novo coronavírus. A partir de hoje (14), cada detento passou a ter direito a apenas um visitante nos dias liberados. Antes não havia limite.

Além da redução, quem vai à “Agrupación Especializada de la Policia Nacional” como visitante agora tem que passar por uma checagem de suas condições de saúde.

“Todos que vão entrar precisam ser inspecionados. Dois médicos ficam no portão, fazem perguntas e examinam todos. Se alguém tiver apresentado algum sintoma nos últimos cinco dias, febre, tosse, alguma coisa, não entra. Temos termômetros digitais para medir as temperaturas”, contou Blas Vera, responsável pela administração da penitenciária.

Ele também contou que os presos receberam palestra sobre os cuidados que devem ter em relação ao novo coronavírus. “Foram passadas dicas sobre como se prevenir, dicas de higiene e para evitar algumas coisas como um tocar a mão do outro”, declarou Veras.

Ronaldinho e seus colegas de presídio já eram examinados diariamente por médicos segundo o administrador do local. A diferença, de acordo com ele, é que agora se dá atenção especial aos sintomas do novo coronavírus.

O governo do Paraguai decretou um pacote de medidas para tentar combater o avanço do vírus no país. Eventos com aglomeração de pessoas e até aulas foram suspensos. Jogos de futebol só acontecem com os portões fechados. Os presídios também tiveram que adotar novos protocolos, como acontece com o local em que Ronaldinho está.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *