Notícias do dia: Guedes e a CCJ, ‘comemoração’ do golpe, recuo no MEC, Orçamento, caminhoneiros

SÃO PAULO – O ministro da Economia, Paulo Guedes, desistiu de comparecer nesta terça-feira, 26, à audiência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, em Brasília. O embate entre o Congresso e o presidente Jair Bolsonaro (PSL) teve mais um capítulo com a votação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de 2015, que pode tornar todo o Orçamento da União impositivo. Ao lado da primeira-dama Michelle Bolsonaro, o presidente foi assistiu à pré-estreia de um filme no cinema. O Ministério da Educação (MEC) recuou da decisão de deixar de avaliar a alfabetização de crianças. Os caminhoneiros não descartam nova paralisação.

Quer saber os fatos mais importantes do dia? Confira abaixo as principais notícias desta terça:

Sem Guedes na CCJ

Com a ausência do ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Felipe Francischini (PSL-PR), encerrou a audiência pública que ouviria o ministro sobre a reforma da Previdência. Nem mesmo as presenças do secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, e seu adjunto, Bruno Bianco, foram suficientes para convencer os deputados a continuarem a sessão.

Orçamento impositivo

Em mais um lance de embate entre o Congresso e o governo do presidente Jair Bolsonaro, lideranças da Câmara decidiram colocar em votação uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de 2015, que tem o potencial de tornar todo o Orçamento da União impositivo. Isso significa que o governo terá de executar obrigatoriamente as despesas aprovadas pelo Legislativo. Entenda como funciona o Orçamento impositivo.

Unidade Progressista da esquerda para aproveitar desgaste de Bolsonaro

Lideranças de quatro dos principais partidos de esquerda – PT, PSOL, PSB e PCdoB – se reuniram, em Brasília, para criar uma frente com os objetivos de unir as forças de oposição e explorar o desgaste precoce do governo Jair Bolsonaro. A iniciativa já é vista como o principal passo da esquerda em direção à unidade desde o início do governo.

Comemoração do golpe de 64

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão reagiu à orientação do presidente Jair Bolsonaro aos quartéis para que celebrem a “data histórica” de 31 de março de 1964, quando um golpe militar derrubou o governo João Goulart e iniciou um regime ditatorial que durou 21 anos. Segundo o órgão do Ministério Público Federal, se fosse levado a cabo hoje, o golpe seria enquadrado como crime contra a ordem constitucional, e, se tivesse o apoio do presidente da República, este estaria cometendo crime de responsabilidade.

Temer pode virar réu pela mala dos R$ 500 mil da J&F

A Procuradoria da República em Brasília pediu à Justiça Federal que receba a denúncia contra o ex-presidente Michel Temer (MDB) pelo suposto crime de corrupção passiva, envolvendo a mala de R$ 500 mil da J&F. Segundo a denúncia oferecida à época, e ratificada pelo procurador da República Carlos Henrique Martins Lima, os pagamentos poderiam chegar ao patamar de R$ 38 milhões ao longo de nove meses. Com o fim do foro privilegiado de Temer, o processo foi remetido à primeira instância e tramita na 15ª Vara Federal, em segredo de Justiça.

Recuo do MEC sobre a decisão de não avaliar alfabetização

Após polêmica, o Ministério da Educação (MEC) revogou a portaria que deixava de avaliar as crianças de 7 anos, em fase de alfabetização. O documento que tornou a medida sem efeito foi assinado pelo próprio ministro Ricardo Vélez Rodríguez. Ele não foi consultado sobre a mudança, noticiada com exclusividade pelo Estado. O ministro deve escolher o general Francisco Mamede de Brito Filho, da reserva ativa do Exército e que já atuou como chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Nordeste, para o cargo de novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O órgão é responsável pela organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Bolsonaro e Michelle no cinema

O presidente Jair Bolsonaro foi ao cinema, em um shopping na capital federal, acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Ele foi assistir a uma sessão de pré-estreia de um filme chamado Superação: o milagre da fé, que será lançado oficialmente no dia 11 de abril. A exibição foi apenas para convidados da primeira-dama, que incluiu na lista a ministra da Mulher, Família e Diretos Humanos, Damares Alves. O compromisso não constava na agenda oficial de Bolsonaro e não foi informado a jornalistas nem mesmo após questionamentos. 

Congelamento do preço do diesel para evitar nova greve dos caminhoneiros

Líder dos caminhoneiros, Wallace Costa Landim, conhecido como Chorão, acredita que a notícia de que a Petrobrás manterá o preço do diesel congelado por pelo menos 15 dias ainda não é suficiente para evitar uma greve dos caminhoneiros, prestes a estourar a qualquer momento, sob as lideranças que surgem nas redes sociais.

15 mil pessoas em mutirão de emprego no centro de São Paulo

Sob sol forte, milhares de pessoas formaram uma fila que se estendeu da sede do Sindicato dos Comerciários, no centro de São Paulo, e contornou o Vale do Anhangabaú. Os candidatos tentavam uma das 6 mil vagas que eram ofertadas no Mutirão de Emprego, promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo, em parceria com o sindicato.

Vitória da seleção brasileira contra a República Checa

A seleção brasileira terminou com vitória o giro amistoso que realizou na Europa. Em Praga, ganhou de virada da República Checa por 3 a 1, em um jogo em que teve um péssimo primeiro tempo, mas que fez uma boa exibição da etapa final. Um fator positivo para a equipe que no último sábado sofreu até para concluir contra o gol do Panamá no empate por 1 a 1, foram os gols dos dois centroavantes do time: um de Roberto Firmino e dois de Gabriel Jesus.

Newsletter

Para ficar bem informado, assine as newsletters do Estado e receba os destaques do noticiário por e-mail.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *