Pescaria acaba em tragédia após suposto disparo acidental

Adolescente de 15 anos pescava com o avô de 70 quando foi vítima de um disparo de arma de fogo acidental no Mato Grosso. Jovem morreu a caminho do hospital

arma de fogo disparo acidental

Um adolescente de 15 anos morreu após ser atingido por um disparo de arma de fogo no rosto em uma fazenda em Peixoto de Azevedo (MT), na noite de segunda-feira (7).

De acordo com a polícia, o menor sofreu um disparo acidental com uma espingarda calibre 22, que o atingiu no queixo. A vítima não resistiu ao ferimento e morreu a caminho do hospital.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o adolescente estava com o avô de 70 anos, pescando, e com eles estava a espingarda. Quando foram arrumar os objetos na carroceria de uma picape Strada, o adolescente deixou a arma cair no chão — momento que ocorreu o disparo contra o seu próprio queixo.

O avô chegou a levá-lo até um Pronto Socorro, mas ele morreu a caminho. O avô foi preso e a arma apreendida.

O adolescente era estudante do 9º ano da escola municipal Darcy Ribeiro. O jovem foi velado e sepultado na terça-feira (8).

Disparo de arma

Coincidentemente, um caso de disparo de arma de fogo que ganhou repercussão nacional nos últimos meses também aconteceu em Mato Grosso.

Isabele Guimarães morreu na noite de 12 de julho na casa de uma amiga, a adolescente que atirou. O imóvel fica em um condomínio de luxo em Cuiabá (MT).

Na residência, foram encontradas sete armas de fogo, que pertencem ao pai da jovem que disparou. Ele foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Na última semana, a polícia finalizou o inquérito e concluiu que o disparo que matou Isabele não foi acidental. O Ministério Público pediu à Justiça a internação da adolescente apontada como autora do tiro.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *