Prefeito analisa reduzir duodécimo da Câmara de Cuiabá

Para o combater à pandemia do novo coronavírus em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) não descarta a redução do duodécimo da Câmara Municipal de Cuiabá. O governo do Estado também já levantou o assunto, mas os representantes dos Poderes logo reagiram negativamente à proposta, pelo menos neste momento.

O prefeito ponderou que as decisões sobre duodécimo são da Câmara Municipal, mas admitiu que pode haver uma conversa republicana e independente sobre o assunto.

“Se houver necessidade disso, eu tenho certeza que a Câmara não vai se furtar, conheço os vereadores e sei do caráter do presidente da Câmara, Misael Galvão (PTB), e de todos os nossos vereadores, principalmente com os da base que eu convivo mais. Então, se houver necessidade podemos dialogar”, disse o prefeito. 

Leia também – Governador é ‘frio, calculista e leviano’, critica Emanuel Pinheiro

Em março, os vereadores decidiram abrir mão de R$ 2 milhões do duodécimo. Os recursos seriam para a compra de EPIs aos profissionais de saúde da Capital.  

Parte dos vereadores ainda doou suas emendas para destinação aos trabalho de combate à pandemia, ou seja, alocaram mais R$ 8,7 milhões para a saúde. 

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *