Prefeitura volta atrás e confirma show da cantora Iza em Ipanema

Após toda a incerteza que pairou sobre a realização ou não do show da cantora Iza em Ipanema, no evento Verão Tim, que chegou a ser cancelado, finalmente ficou definido que a apresentação irá acontecer no próximo domingo, às 17h, no posto 10 da Praia de Ipanema, na Zona Sul. De acordo com o secretário municipal de Evelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, Felipe Michel, após conversa com Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e órgãos municipais e estaduais, além de associações de moradores, ficou definido seria possível realizar a festa.

— Eu anunciei que estaria cancelado o evento até segunda ordem. Mas a partir do momento em que temos o “ok” de todos os órgãos municipais e estaduais, e temos o entendimento das associações de moradores, decidimos que não temos como deixar de fazer um evento tão importante para a cidade do Rio de Janeiro — afirma o secretário.

Ele diz que PM e Corpo de Bombeiros se mostraram favoráveis à realização da festa, e que garantiram todo suporte e segurança à organização, num entendimento que contou com intervenção direta do governador Wilson Witzel. As associações de moradores de Ipanema também foram figura central nesse debate desde o início. Felipe Michel diz que houve acordo entre as partes.

— Eles têm o entendimento de que os eventos são importantes para a cidade, e que o Verão Tim está sendo feito com excelência, mas cobraram um apoio cada vez maior da Polícia Militar, pois a grande preocupação deles é com a questão da segurança. Mas também concordaram que durante a realização destes eventos nos últimos fins de semana, houve diminuição no número de assaltos na região. Eles também exigiram um suporte maior no ordenamento, principalmente pela questão dos ambulantes. Consolidamos todas as demandas deles.

Moradores negam acordo

Apesar do posicionamento da prefeitura, no entanto, a Associação de Moradores e Amigos de Ipanema (AMAI) e a Viva Ipanema, procuraram a reportagem, e afirmaram que não houve qualquer acordo com a prefeitura. Ambos dizem que, em reunião, ficou acordado que o show iria para a Barra da Tijuca.

— Nós comparecemos na reunião e fizemos severas críticas à prefeitura, que vem autorizando uma grande quantidade de feiras irregulares, transformando o bairro num camelódromo. O secretário anunciou que estaria tirando os shows da TIM e da Iza e transferindo para a Barra, e faltou com a palavra com moradores de Ipanema. Nos surpreendemos. Ipanema é um bairro menor que Copacabana, não comporta este tipo de evento — afirma Carlos Monjardim, presidente da Associação de Moradores e Amigos de Ipanema.

Débora Mattos, que preside a Viva Ipanema, também se posicinou e disse que não houve reunião para anúncio de que o show voltaria a ser permitido em Ipanema.

— O que ele falou não condiz com a verdade. Não houve negociação, não concordamos com isso, inclusive o show tinha sido cancelado. É mentira. Vai ser muito perigoso, inclusive. Ele disse que estaria transferindo para a Barra, mas não houve reunião nem para avisar que voltaram atrás — disse.

Procurado, o secretário respondeu às declarações das associações.

— Nós tínhamos sinalizado, sim, em uma agenda, de trazer à Barra da Tijuca, porém, os órgãos estaduais e municipais nos direcionaram a preocupação de levar à Barra da Tijuca. E que o ideal seria manter em Ipanema, por conta de todo o planejamento que já está sendo feito em Ipanema. Foram três finais de semana sendo feitos em Ipanema. Nós mantivemos em Ipanema, direcionados pelos órgãos do governo do estado de segurança, órgãos municipais — replicou.

Ele acrescenta, e reafirma que conversou com os moradores.

— Volto a falar, tivemos algumas conversas com moradores de Ipanema, onde direcionamos esta complexidade de não ter o evento, já que todos os órgãos garantiram o serviço, e a questão de perdermos uma empresa que traz eventos para a cidade, já que já estava no calendário do Verão TIM, e a partir do momento em que não fizéssemos este evento, estaríamos perdendo a possibilidade deste evento também para o ano que vem. Um evento importante, social. Então, com bom senso tomamos esta decisão. Obviamente há pessoas que são contrárias, mas qualquer evento que acontece na cidade há quem seja contra e quem seja a favor. Mas o bom senso tem que prevalecer sempre, com ordem, segurança e o melhor para a nossa cidade. Prático, simples e objetivo — concluiu.

Bandeira de igualdade racial

O show de Iza, segundo a prefeitura, terá como bandeira a igualdade racial. O evento, com grande expectativa de público — 100 mil pessoas —, passou a ser centro de debate, principalmente por iniciativa das associações de moradores, após a confusão ocorrida na dispersão do Bloco da Favorita, na abertura oficial dos 50 dias de carnaval da prefeitura, em Copacabana. Na ocasião, houve confusão entre ambulantes, guardas municipais e PMs.

— O bom senso tem que prevalecer sempre. O que adiantava não termos o evento? Conseguimos conciliar todos os órgãos envolvidos. Será um show da Iza, uma cantora negra, abraçando a causa da igualdade racial, e juntando o social, o lazer, o turismo, e a empregabilidade. Um evento que traz cultura e entretenimento a muitas pessoas que muitas vezes não tem acesso a um show dessa grandeza — conclui.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *