Roberto Baggio revela: «Pedi à minha mãe para me matar»

Frase forte de Roberto Baggio no Festival dello Sport em Trento. Ao recorda a sua carreira os pesadelos com as lesões, o antigo jogador italiano admitiu que, a certa altura, as dores se tornaram insuportáveis e que chegou a atingir um ponto de desespero.

«Para mim foi um sonho vestir a camisola do Vicenza. Posteriormente, cheguei à Fiorentina depois de uma grave lesão. Não joguei durante dois anos e mesmo no terceiro ainda não estava totalmente recuperado. As lesões foram um pesadelo para mim. No dia seguinte à minha primeira opinião ao joelho, pedi à minha mãe para me matar», confessou.

Roberto Baggio superou a fase mais difícil e teve uma carreira de sucesso. Ainda assim, ficou marcado pelo penálti falhado na final do Mundial de 1994, na final entre Itália e Brasil.

«Nunca tinha rematado por cima da trave num penálti, foi a primeira e única vez. Muitas vezes, antes de adormecer, esse momento ainda me vem à cabeça. Mais tarde, em 2002, tive esperança mas deixaram-me em casa. Merecia ter sido chamado a esse Mundial, eu merecia estar lá e penso que o futebol me devia isso. Isso também contribuiu para eu ter abandonado o futebol», recordou o italiano, entre lágrimas.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *