‘Sangue de Pantera’ integra mostra sobre homoerotismo no MAM

Rodrigo Fonseca

Marco do cinema de horror, imortalizado por seu requinte narrativo, “Sangue de pantera” (“Cat people”), de Jacques Tourneur (EUA, 1942), será exibido nesta quarta-feira, às 18h, na telona Cinemateca do Museu de Arte Moderna (MAM) na programação da mostra Alusões Homoeróticas do Cinema Clássico, que começa nesta segunda-feira. Para a abertura da retrospectiva, que abrange um coletivo de longas-metragens feitos dos anos 1930 ao início dos anos 1960, foi reservado o drama germânico “Senhoritas em uniforme” (“Mädchen in uniform”), de Leontine Sagan e Carl Froelich. Na sexta, o evento, organizado em parceria entre o MAM e a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro (ACCRJ), projeta uma joia: o embate entre Audrey Hepburn e Shirley MacLaine em “Infâmia”.

Presidente da ACCRJ, Ana Rodrigues faz um balanço histórico dos trâmites políticos que estão nos bastidores da mostra: “O mundo passava por transformações de comportamento nos anos 1920 e Hollywood era o tambor dessas mudanças. O cinema americano emulava e, ao mesmo tempo, influenciava a sociedade. Logo, os grupos conservadores perceberam o alvo principal. Os grandes estúdios seriam submetidos a regras que limitavam o conteúdo das produções. Esses mecanismos de controle social criavam padrões de comportamento que atendiam a interesses de poder”.

Eis a programação:

8/4 – segunda-feira – 18h

Abertura com Hernani Heffner e Frank Carbone

Senhoritas em uniforme (Mädchen in uniform), de Leontine Sagan, Carl Froelich (Alemanha, 1931). Com Dorothea Wieck, Hertha Thiele, Emilia Unda.

Drama/Romance. Sinopse: Manuela é uma jovem ingênua que está começando a conhecer o mundo quando é enviada para um internato que aceita apenas mulheres. Uma vez lá, entra em um novo ambiente e logo conhece o amor: o problema é que ela se apaixona por uma de suas professoras, um afeto que pode colocar Manuela em um caminho trágico. 88 minutos. 14 anos.

9/4 – terça-feira – 18h

A casa sinistra (The old dark house), de James Whale (EUA, 1932). Com Boris Karloff, Melvyn Douglas, Charles Laughton.

Comédia/Horror/Thriller. Sinopse: Buscando abrigo de uma tempestade, cinco viajantes vivem uma noite bizarra e aterrorizante quando se deparam com a propriedade da família Femm. 72 minutos. 14 anos.

10/4 – quarta-feira – 18h

Sangue de pantera (Cat people), de Jacques Tourneur (EUA, 1942). Com Simone Simon, Tom Conway, Kent Smith.

Fanstasia/Horror/Thriller. Sinopse: Misteriosa jovem sérvia acredita que descende de uma raça de mulheres-pantera, que, quando emocionalmente excitadas, se transformam em criaturas assassinas. Seu marido decide mandá-la para o psiquiatra para investigar o problema. 73 minutos. 14 anos.

11/4 – quinta-feira – 16h

O solar das almas perdidas (The uninvited), de Lewis Allen (EUA, 1944). Com Ray Milland, Ruth Hussey, Donald Crisp.

Fantasia/Horror/Mistério. Sinopse: Roderick e Pamela Fitzgerald são irmãos em férias que descobrem uma mansão abandonada na costa inglesa. Eles compram a casa, mas o encanto dos Fitzgerald diminui quando eles ouvem histórias fantasmagóricas sobre a mansão. 99 minutos. 14 anos.

12/4 – sexta-feira – 18h

Infâmia (The children’s hour), de William Wyler (EUA, 1961). Com Audrey Hepburn, Shirley MacLaine, James Garner.

Drama/Romance. Sinopse: As amigas Martha e Karen administram juntas um internato. No lugar, ao ser repreendida por uma mentira, uma estudante problemática tenta virar o jogo ao dizer para a avó que as duas têm um romance secreto. Quando o boato se espalha, a vida das educadoras se transforma para sempre. 108 minutos. 14 anos.

13/4 – sábado – 17h

Meu passado me condena (Victim), de Basil Dearden (UK, 1961). Com Dirk Bogarde, Sylvia Syms, Dennis Price.

Drama. Sinopse: Após o suicídio de seu amante, o respeitado advogado Melville Farr arrisca a carreira e o casamento para confrontar uma rede de chantagem contra homossexuais. O filme aborda temas gays na época em que o homossexualismo era crime na Inglaterra. 90 minutos. 14 anos.

14/4 – domingo – 17h

O médico & irmã monstro (Dr Jekyll & Sister Hyde), de Roy Ward Baker (UK, 1971). Com Ralph Bates, Martine Beswick, Gerald Sim.

Horror/Ficção Científica. Sinopse: Na busca pelo elixir da vida eterna, o Dr. Henry Jekyll começa a usar hormônios femininos retirados de cadáveres frescos fornecidos por Burke e Hare. Estes têm o efeito de alterar não só o seu comportamento, mas também de mudar seu gênero, transformando-o em uma linda, porém diabólica, mulher. 97 minutos. 14 anos.

Alusões Homoeróticas do Cinema Clássico

Cinemateca do MAM

De 8 a 14 de abril

Ingressos gratuitos

Cinemateca do MAM

Endereço: Av. Infante Dom Henrique, 85 – Praia do Flamengo, Rio de Janeiro – RJ, 20021-140

Telefone: (21) 3883-5630

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *