“Se possível vamos abrir CPI das empreiteiras em VG”, ameaça Tardin

CPI DAS EMPREITEIRAS EM VG

Durante a sessão ordinária da última quarta-feira, 10/04, o Presidente da Casa, Fabio Tardin (DEM), ameaçou o executivo com a abertura de uma possível CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) em desfavor das empreiteiras que prestam serviços em geral para a prefeitura municipal de VG.

A fala do legislador deu-se durante pronunciamento do Vereador, Sardinha (PTB), que reclamava da qualidade dos asfaltos que estão sendo realizados na cidade. Sardinha  chegou até mesmo denunciar que estariam ocorrendo falcatruas nas obras.

Fabinho disse que esteve durante à tarde, 10/04, com a Prefeita, Lucimar Campos e a mesma teria dito que seu esposo, Jayme Campos solicitou 03 parlamentares para fiscalizar o executivo, entretanto, o Vereador colocou que a Câmara não possui apenas 03 (três) fiscalizadores e sim 21 (vinte e um). “Lá já tem 03 na comissão, mais temos 21 prefeita pra fiscalizar ele (leia-se Jayme Campos), estamos de parabéns, temos que fiscalizar e não apenas de manhã, mas de tarde, de noite, a Câmara está para fiscalizar”, concluiu um trecho do discurso. 

Já na fase final de sua manifestação, Tardin, ameaçou e prometeu, “Se for possível vamos abrir a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), ele mesmo (Jayme Campos), fala nos discursos  que não tem nada de errado na prefeitura,  aqui na Prefeitura ninguém rouba e se roubar corto a mão, vamos fiscalizar a fundo”.

No ano passado, o empresário Antonio Roni de Liz proprietário da Penta Serviços  realizou denúncia contra a empreiteira Eletroconstro Construções, que segundo Roni, haveriam ilegalidades no contrato de prestação dos serviços com a Prefeitura de VG. Naquela época quem recebeu o dossiê foi o Vereador, Neni Chimarrão, pois respondia como Presidente da Comissão de Fiscalização e Controle. 

O Empresário, Antonio Roni, acusou a empresa contratada (Eletroconstro), de utilizar apenas 75 (setenta e cinco) garis para realizar serviços de varricao na cidade. Pelas contas do denunciante, a Eletroconstro só consegue realizar 1.800 Km mensais, número bem inferior ao contratado pela Prefeitura  de 6.500 Km.

Um ex funcionário da Eletroconstro, também reiterou as denúncias. Segundo o Ex Coordenador, em nenhum momento sua equipe composta entre 10 a 12 Garis conseguiu realizar mais que 5 Km diários.

2 comentários em ““Se possível vamos abrir CPI das empreiteiras em VG”, ameaça Tardin

  • 12 de abril de 2019 em 20:29
    Permalink

    Essa empresa tem 2 – testas-de-ferro de um deputado – patetas que administram a maracutaia toda.

    Resposta
    • 13 de abril de 2019 em 06:18
      Permalink

      Povo tá disposto à acabar com a candidatura de Botelho mesmo pra eleger Chico. Vou comprar a pipoca e assistir de camarote.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *