Publicidade

O Prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, comentou semana passada que a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do município se viu obrigada a “engavetar” um Projeto para construção de 3 mil unidades habitacionais em forma de apartamentos. Forçosamente, a negativa ocorreu pela falta de condições por parte do poder público, visto que esses futuros moradores iria gerar impactos no dia-a-dia da cidade, como aumento de creches, escolas, água, esgoto, transporte público, dentre outros. O gestor apontou que não é contra o crescimento imobiliário, mas deve-se ocorrer com responsabilidade e neste momento não há condições de recebê -los.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.