Publicidade

Na última quarta-feira (01), o Ministério Público de Mato provocou o judiciário Matogrossense, e propôs uma ACP (Ação Cívil Pública) por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito desfavorável à 3 (três) servidores públicos da Prefeitura de Várzea Grande. Dentre os funcionários, dois são fiscais municipais e outro é agente de combate a endemias. Caso a justiça condene os servidores, a pena vai desde devolução de recursos à exoneração das funções. Fonte do site OEMPALLADOR confidenciou que um dos acusados, seria ligado à uma Vereadora do município, ademais, responderia a vários processos na justiça eleitoral.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.