Publicidade

Foto: Divulgação/Pixabay

Não aposente o seu casaco ainda! Apesar de não ser esperado o frio intenso registrado em maio deste ano – um pouco mais ameno em junho e julho -, agosto ainda tem expectativa de friagem no início do mês por causa das características do inverno.

De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), agosto é o último mês do período seco e frio no Espírito Santo. Nesta época, começa a transição para o período chuvoso com a chegada da primavera em setembro, e da proximidade do verão (estação chuvosa) que começa em dezembro.

Embora a transição ocorra, o mês de agosto ainda mantém a característica de pouco volume de chuvas e de média de temperaturas abaixo dos 30 graus. Por isso, recomenda-se a verificação diária da previsão do tempo para não ser pego desprevenido.

Na Região Sudeste, este período é o mais frio e seco do ano. No entanto, as ondas de frio intenso registradas em maio não foram tão intensas nos meses de junho e julho. 

VEJA COMO FOI EM MAIO: 

>> Vitória registra recorde de frio; veja os locais com menores temperaturas no ES

>> Com frio no ES, água de nascente do Caparaó vira gelo. Veja vídeo

>> Frio de quase 0ºC: moradores do ES registram geada e temperaturas congelantes

De acordo com o coordenador de Meteorologia do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Hugo Ramos, não há indicação de um critério anormal, apenas algumas condições associadas à grande massa de ar seco.

Volumes de chuva

Foto: Iures Wagmaker / Folha Vitória

Nesta época é comum ter pouca chuva. Houve períodos de dias com temperaturas máximas acima dos 30 graus, na Grande Vitória e no Sul capixaba, em função do tempo mais aberto e da nebulosidade em dias fechados.

De acordo com o Incaper, os maiores volumes de chuva estão concentrados no trecho litorâneo por causa da umidade que vem do mar. “Os principais fenômenos são as frente frias acompanhadas das massas apolares”, disse Hugo Ramos.

Apesar da nebulosidade na Região Serrana e nas áreas altas, são comuns as formações de neblinas. No entanto, elas se dissipam no final da manhã. 

Embora as temperaturas tenham ficado acima da média de 30 graus em dias específicos, elas continuaram dentro do esperado para o mês de julho.

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.