Publicidade

Ficou pronta a versão final da proposta para a nova Constituição do Chile. Para vigorar, o documento precisa ser aprovado pela maioria dos eleitores num referendo marcado para o dia 4 de setembro. Aí começam os problemas para os entusiastas do processo constituinte.
Leia mais (07/08/2022 – 21h30)
source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.