Publicidade

O novo concurso para Polícia Militar de Mato Grosso está perto de ser realizado. O governador do Estado, Mauro Mendes, anunciou nesta quarta-feira, 29, que o edital deve ser publicado no mês de outubro.
De acordo com o governador, o documento deve ser finalizado nos próximos 15 dias. As informações foram passadas por ele em entrevista à Rádio CBN Cuiabá.
“Acredito que nos próximos 15 dias eu já fecho isso lá. Estamos trabalhando para que a Segurança fique melhor, para que ela seja mais eficiente”.
Após a conclusão do edital, o documento será apresentado ao governador. Em caso de aval, poderá ser publicado no Diário Oficial do Estado.
O número de vagas do concurso PM MT será divulgado nos próximos dias. Mauro Mendes ressaltou que faz questão de acompanhar tudo para averiguar quais são as reais necessidades diante das demandas apresentadas por seus secretários.
Ainda não há informação se o edital para ingresso no Corpo de Bombeiros também será divulgado em outubro. 
Desde agosto, o governador Mauro Mendes anunciou que novos concursos para Segurança de Mato Grosso seria abertos em 2021. O grande obstáculo para publicação dos editais era o orçamento.
No entanto, segundo Mendes, essa questão já foi solucionada com o equilíbrio fiscal. Ele reconheceu a necessidade de novos servidores e a urgência pelos editais.
“Tínhamos limitações, por questões orçamentárias, não podíamos contratar para não aumentar despesa com pessoal. Mas, graças a Deus e a todo o trabalho que foi feito, nós construímos novamente o equilíbrio fiscal de Mato Grosso. E a boa notícia é que no segundo semestre deste ano nós vamos soltar um novo concurso”, disse.
Além da PM e Bombeiros MT, estão previstos concursos para Polícia Civil e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).
No próprio mês de agosto, o governo do Estado formou comissões organizadoras de novo concurso para Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. Os integrantes são responsáveis por conduzir os preparativos internos das seleções.
Como por exemplo, levantamento dos cargos com maior necessidade e orçamento disponível para as nomeações. As comissões também elaboram os projetos básicos dos concursos, que funcionam como um espelho para os editais.
Esses documentos integram a escolha da banca organizadora. Uma instituição será contratada para receber as inscrições, viabilizar e aplicar as etapas da seleção, como provas objetivas.
Em 2018, a Polícia Militar e os Bombeiros de Mato Grosso chegaram a formar uma comissão para concurso de oficiais. Contudo, os trâmites para seleção não chegaram a avançar.
Ainda não há informações se o novo processo seletivo terá vagas para soldados e/ou oficiais. A Polícia Militar do Mato Grosso registra cerca de 1.500 cargos vagos. O déficit foi ressaltado pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, em março deste ano.
Segundo o titular da pasta, uma média de 300 profissionais deixam a corporação por ano, seja por aposentadorias, mortes, exonerações ou desligamentos em geral.
“O estado de Mato Grosso cresce 10% ao ano em média. Já na segurança nós temos, fazendo um recorte na Polícia Militar, por exemplo, uma média de inativação de 300 profissionais por ano, entre aposentadorias, mortes e expulsão. Desde que foram chamados os últimos policiais, em 2015, temos até hoje uma média de baixa de 1.500 homens”, disse o secretário.
O último concurso para o Corpo de Bombeiros e para Polícia Militar de Mato Grosso foi realizado em 2012. Ao todo, foram disponibilizadas 30 vagas para oficiais, sendo 27 para homens e três para mulheres.

Além da escolaridade, foi necessário ter idade entre 18 e 25 anos de idade na data da matrícula e altura mínima de 1,67m para o sexo masculino e 1,57m para o feminino.
A Covest, Diretoria de Concursos e Vestibulares da Universidade do Estado de Mato Grosso, foi a banca organizadora. Os concorrentes foram avaliados por prova objetiva, avaliação física. Além de avaliação psicológica, avaliação médica e odontológica e investigação social e funcional.
A prova objetiva foi composta por questões de: Física, Biologia, Matemática, Geografia, Língua Estrangeira, Química, História, Língua Portuguesa e Literatura. Os aprovados nas etapas ainda passaram pelo curso de formação. 
Os salários, na época, eram de R$3.548,94 durante o curso de formação e de R$5.467,94 depois da conclusão.
Além da PM e Bombeiros MT, estão previstos concursos para Polícia Civil e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).
Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios? A Folha Cursos traz videoaulas exclusivas, apostilas e questões comentadas para te ajudar no caminho até a posse. 
Conheça os cursos e inicie seus estudos!

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui