Publicidade

A partida de volta será no dia 13 de julho, outra quarta-feira, novamente na Arena Castelão, às 20h (horário de Brasília). O Tricolor se classifica mesmo se perder por um gol de diferença. O Vozão precisa ganhar por três ou mais gols de diferença para avançar no tempo normal. Se o Alvinegro vencer por dois gols de saldo, a vaga será decidida nos pênaltis.

Não fosse Marcelo Boeck, o Ceará teria ido para o intervalo em vantagem. Não uma superioridade tão significativa, mas porque o goleiro fez pelo menos duas ótimas defesas. Aos 31 minutos, o atacante Lima ajeitou para Richard finalizar, para intervenção do camisa 1 do Fortaleza. Cinco minutos depois, o também volante Richardson bateu cruzado e a bola desviou no zagueiro Titi, mas Boeck evitou o gol alvinegro.

O Leão do Pici retornou melhor para o segundo tempo, empurrando o Vozão no campo de defesa. A pressão deu certo aos sete minutos. Após cruzamento do atacante Moisés e finalização do volante Felipe, a bola sobrou para Yago Pikachu, que mandou para o gol.

Aos 22, João Ricardo evitou o segundo do Fortaleza, espalmando um chute forte do atacante Sílvio Romero, próximo à pequena área. Aos 36, porém, o goleiro derrubou Pikachu na pequena área, após passe de Moisés. O próprio ala cobrou a penalidade e aumentou a fatura do Tricolor. O Ceará quase descontou aos 44 minutos, em cabeçada à queima-roupa do zagueiro Luiz Otávio, mas Boeck fez grande defesa.

A dupla cearense volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. No sábado (25), às 21h, o Fortaleza desafia o Atlético-MG no Mineirão, em Belo Horizonte. No domingo (26), às 18h, o Ceará recebe o Atlético-GO na Arena Castelão. Os duelos valem pela 14ª rodada da competição.

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.