Publicidade

Equipes da secretaria de Assistência Social de Várzea estarão fazendo a entrega dos novos cartões do programa Ser Família Emergencial até esta quarta-feira (18), a todas as pessoas cadastradas e que têm direito a esse benefício. A entrega dos cartões deu início na última sexta-feira (13), para aqueles que possuem o nome com a letra A. Nesta semana, será realizada a entrega dos cartões para as famílias cadastradas.

“Aqueles que por força maior não conseguiram retirar o cartão na sede da secretaria de Assistência, podem procurar o Centro Pastoral Padre Aldacir Carniel, até o dia 18 que serão atendidos. O horário de atendimento será das 8h às 17 horas, sem intervalo para almoço”, informou a titular da pasta Ana Cristina Vieira.

A troca dos cartões se deu em função do Governo do Estado de Mato Grosso romper o contrato com a empresa Eovale (Meovale) em seguida, abrir uma nova licitação de forma emergencial, para não prejudicar as famílias que dependem do auxílio. Segundo o Governo, o rompimento ocorreu após o Estado repassar recursos a empresa que não repassou aos beneficiários.

A secretária Ana Cristina disse que Várzea Grande recebeu oito mil cartões do Programa Ser Família Emergencial, e que as famílias beneficiadas com a transferência de renda, irão receber o valor de forma retroativa. “Ao receber o cartão a pessoa já terá disponível o valor de R$ 200,00 que poderão ser utilizados de acordo com a sua necessidade”.

Ela disse ainda que foi necessário elaborar toda uma logística para a distribuição dos cartões e um cuidado especial para fazer chegar aos detentores do direito, os recursos do Ser Família Emergencial, por isso a necessidade de se fazer antecipadamente, a triagem e a confirmação dos dados do beneficiário. “Uma das determinações do prefeito Kalil Baracat e da primeira-dama Kika Dorilêo Baracat é justamente atender aqueles que mais precisam, por isso a secretaria tem feito sempre a atualização cadastral das famílias para que o benefício chegue aqueles que mais necessitam”.

A coordenadora do Programa de Proteção Básica de Várzea Grande, Bernadete Miranda alertou para a necessidade de o beneficiário apresentar os seus documentos pessoais, para o recebimento do cartão. “Esses documentos são exigidos por isso é preciso que o beneficiário certifique toda a documentação antes de se dirigir ao local de entrega dos cartões.

BENEFICIÁRIAS: Amanda Ramos, moradora do Capão Grande, é mãe de três filhos e mesmo sabendo que poderia buscar o cartão nesta semana no Cepac, durante o mutirão, não perdeu tempo e aproveitou para a retirada do cartão na última sexta-feira (13). Ela conta que com a suspensão do cartão teve que contar com a ajuda da família para poder se manter. “Esse recurso financeiro ajuda no reforço da alimentação das crianças e nos ajuda também a manter o básico em casa”.

Ana Paula da Silva, moradora do Parque do Lago também contou com a ajuda da família para manter a alimentação dos filhos. “Neste momento estou desempregada, e esse dinheiro acaba sendo um recurso a mais para a compra de alimentos em casa. Nesses meses em que fiquei sem o benefício me virei com pequenas diárias”.

Já Ana Lúcia da Silva, mãe de 3 filhos, necessitou da ajuda da família e até de vizinhos para se manter, abandonada pelo marido ela precisou tomar para si a responsabilidade de criar e manter os filhos. “Não está sendo fácil manter meus filhos sozinhos, mas mãe não abandona os seus e por isso estou na luta por eles. Esse benefício vai ajudar e muito em casa. Eu só tenho a agradecer”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.