Publicidade

Do UOL, em São Paulo
23/06/2022 08h30Atualizada em 23/06/2022 13h03
Pesquisa Ideia divulgada hoje pela revista Exame aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto no primeiro turno, com 45% na pesquisa estimulada —quando o entrevistado recebe uma lista com os nomes dos pré-candidatos. O petista é seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem 36%.
O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) aparece com 7%; a senadora Simone Tebet (MDB) tem 3%; e o deputado federal André Janones (Avante), 1%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, Ciro, Tebet e Janones estão tecnicamente empatados.

O cientista político Luiz Felipe D’Avila (Novo) e Pablo Marçal (Pros) têm 0,5% cada um; a sindicalista Vera Lucia (PSTU), 0,3%; e Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP) e o deputado federal Luciano Bivar (União Brasil), 0,1% cada um. Na margem de erro, esses pré-candidatos empatam com Tebet e Janones, mas não com Ciro.
Ninguém, branco e nulo somaram 3%. Quem não sabe em quem vai votar totaliza 4%.

A rodada de hoje não é comparável com a que foi realizada em maio, já que não constam mais entre as opções os nomes do ex-governador João Doria (PSDB) e do ex-ministro Aldo Rebelo (PDT). Essa foi a primeira vez que o levantamento tirou o nome do tucano da disputa —Doria deixou a corrida presidencial no final do mês passado, após ficar isolado no PSDB.
No mês passado, Lula tinha 41% das intenções de voto; Bolsonaro, 32%, e Ciro, 9%.
O levantamento ouviu 1.500 pessoas por telefone entre os dias 17 e 22 de junho. O índice de confiança da pesquisa é de 95% e o custo foi de R$ 27.970. O registro junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-02845/2022.
Na pesquisa espontânea —quando a lista de pré-candidatos não é apresentada ao entrevistado—, Lula ficou com 35% das intenções de voto. Bolsonaro, por sua vez, teve 30%. Os dois, portanto, estão empatados tecnicamente dentro da margem de erro.
Em comparação com o mês passado, Lula oscilou positivamente de 34% para 35%, assim como Bolsonaro, que foi de 27% a 30% —ambos dentro da margem de erro. Ciro se manteve com os mesmos 4% de maio.
Veja o resultado a seguir:
Embora tenham sido citados pelos entrevistados, o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) e o ex-governador Eduardo Leite (PSDB) não estão mais na disputa pelo Palácio do Planalto.
Moro é cotado para concorrer a uma vaga no Senado pelo Paraná, mas o destino do ex-ministro ainda segue em aberto. Leite, por sua vez, vai tentar a reeleição no Rio Grande do Sul.
O Instituto Ideia também fez cinco simulações de segundo turno para a disputa presidencial. Lula vence Bolsonaro, Tebet e Ciro.
Bolsonaro aparece numericamente à frente de Ciro (43% a 37%), mas há empate técnico dentro da margem de erro; o atual chefe do Executivo vence Tebet.
Na comparação com a simulação de segundo turno entre Lula e Bolsonaro feita no mês passado, ambos oscilaram positivamente, dentro da margem de erro, e a diferença numérica entre os adversários continuou em sete pontos percentuais. Lula foi de 46% para 48%, e Bolsonaro, de 39% para 41%.
Veja os resultados a seguir:
Cenário 1
Cenário 2
Cenário 3
Cenário 4
Cenário 5
O Instituto Ideia, antigo Ideia Big Data, foi fundado em 2011 e até 2018 realizava pesquisas eleitorais para divulgação exclusiva para seus clientes. Desde julho de 2020, o Ideia mantém uma parceria com a revista Exame, que financia e divulga seus levantamentos sobre intenções de voto. Segundo o próprio Ideia, os métodos utilizados para os levantamentos variam. O Ideia se diz “agnóstico em termos de metodologia” e faz levantamentos eleitorais usando qualquer método.
ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Por favor, tente novamente mais tarde.

Não é possivel enviar novos comentários.
Apenas assinantes podem ler e comentar
Ainda não é assinante? .
Se você já é assinante do UOL, .
O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.