Publicidade

A temporada 2022 da Fórmula 1 está chegando e promete marcar uma revolução na categoria, que terá novas regras e um padrão de carro significativamente alterado. Mas você sabe tudo que mudará no ano que vem? O Motorsport.com explica.
A F1 terá uma de suas maiores ‘revoluções técnicas’, com grandes mudanças nos regulamentos aerodinâmicos que prometem trazer mais equilíbrio ao grid e podem fazer com que a hierarquia de forças se altere entre as equipes.
Além disso, haverá novas duplas nos times, com o ingresso de um novato e o retorno de um antigo titular. Ademais, novidades no calendário da elite do esporte a motor global. De todo modo, comecemos pelos pilotos:
Equipe
Piloto 1 
Piloto 2 
Mercedes 
Lewis Hamilton 
George Russell 
Red Bull 
Max Verstappen 
Sergio Pérez 
Ferrari 
Charles Leclerc 
Carlos Sainz 
McLaren 
Lando Norris 
Daniel Ricciardo 
Alpine 
Fernando Alonso 
Esteban Ocon 
Alpha Tauri 
Pierre Gasly 
Yuki Tsunoda 
Williams 
Nicholas Latifi 
Alex Albon 
Aston Martin 
Sebastian Vettel 
Lance Stroll 
Alfa Romeo 
Valtteri Bottas 
Guanyu Zhou 
Haas 
Mick Schumacher 
Nikita Mazepin 
Por enquanto, nenhuma escuderia confirmou a data de lançamento do modelo de 2022. Entretanto, sabe-se que os testes de pré-temporada têm seu pontapé inicial nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro, então, é claro que os times farão seus eventos de divulgação dos bólidos antes disso.
Carro conceito da F1 2022
Photo by: Zak Mauger / Motorsport Images
A maior diferença em relação a 2021 será o retorno do efeito-solo, proibido na F1 desde 1982. Com a categoria buscando reduzir a importância das asas na geração de pressão aerodinâmica, já que os spoilers geram turbulência, a elite do esporte a motor recorreu a um ‘recurso antigo’.
Através de uma grande entrada de ar no assoalho, o fluxo se move por ‘túneis’ (chamados de ‘Venturi’) embaixo do carro. Depois, essa ‘corrente’ vai até o ponto mais próximo ao solo, o que cria uma área de extrema baixa pressão e também uma grande ‘sucção’ sob o bólido.
Assim, o assoalho ganha importância na geração de pressão aerodinâmica (downforce, que ‘gruda’ o carro ao chão). Com as asas ‘perdendo’ a importância que têm até os dias de hoje, também se diminui a turbulência — ou ar sujo –, que dificulta persigação na pista. Outra mudança importante está nos aros: a partir de 2022, o padrão será de 18 polegadas, bem maior do que até 2021. Ademais, simplificação dos bargeboards a fim de minimizar o impacto nas rodas, que terão calotas.
O DRS (asa móvel) continua. De todo modo, o fato é que as estimativas são boas: segundo estudos, em circunstância de perseguição de um carro ao outro, o novo modelo manterá 86% de downforce, frente a 55% do bólido de 2021.
Para limitar custos de Pesquisa & Desenvolvimento, as caixas de câmbio — assim como as unidades de potência — serão congeladas até o fim de 2025. Até lá, pode haver somente uma atualização na peça.
As suspensões também serão alteradas, de modo que o uso ‘solitário’ de barras de torção não será mais permitido. Tudo o ‘conjunto’ deve ser montado no espectro dos aros, sem a utilização de pontos externos de montagem.
A asa dianteira será diferente e poderá ser composta por até quatro elementos. Os endplates (placas da extremidade) serão simplificados e terão uma estrutura ‘única’, parecida com a asa de uma aeronave. Além disso, o bico será diretamente preso na asa, similarmente a meados dos anos 1990.
No caso da asa traseira, também houve um redesign, e o que veremos pode ser descrito quase como uma peça sem endplate. Ela terá uma montagem de ‘viga’, com o objetivo de reduzir os vórtices produzidos na parte traseira do carro — que geram turbulência. Tempos de volta deve ser maiores.
Data
Grand Prix 
Local
20 de março
Bahrein 
Sakhir 
27 de março
Arábia Saudita
Jeddah 
10 de abril
Austrália 
Albert Park 
24 de abril
Emilia-Romagna 
Ímola 
8 de maio
Miami 
Miami Gardens 
22 de maio
Espanha
Barcelona 
29 de maio
Mônaco 
Monte-Carlo 
12 de junho
Azerbaijão
Baku 
19 de junho
Canadá 
Montréal 
3 de julho
Grã-Bretanha
Silverstone 
10 de julho
Áustria 
Red Bull Ring 
24 de julho
França
Paul Ricard 
31 de julho
Hungria
Hungaroring 
28 de agosto
Bélgica 
Spa-Francorchamps 
4 de setembro 
Holanda
Zandvoort 
11 de setembro
Itália
Monza 
25 de setembro
Rússia 
Sóchi 
2 de outubro
Singapura
Marina Bay 
9 de outubro
Japão
Suzuka 
23 de outubro
EUA
Austin
30 de outubro
México
Hermanos Rodríguez
13 de novembro
São Paulo 
Interlagos 
20 de novemro
Abu Dhabi 
Yas Marina 
Eles serão realizados em dois circuitos, com os três primeiros dias em Barcelona (23 a 25 de fevereiro) e os três últimos no Bahrein (11 a 13 de março), antes do GP inaugural da temporada 2022.
Túnel de vento da McLaren
Photo by: Vodafone McLaren Mercedes
Além das novas regulamentações técnicas, a F1 introduzirá mudanças em relação ao túnel de vento e ao CFD (Computational Fluid Dynamics, normalmente chamado de testes de túnel de vento virtual), de modo que as equipes mais bem colocadas terão menos tempo de trabalho do que as piores.
Num período de trabalho (são, no máximo, seis em uma temporada), as equipes poderão fazer 320 testes em túnel de vento, com limite de 80 horas a 15m/s, com os times autorizados a passar um total de 400 horas dentro do túnel (considerando o todo do processo).
Em relação ao ‘BoP’, o seguinte exemplo ajuda a entender: o campeão de construtores (Mercedes) poderá realizar 70% do trabalho ‘padrão’. Já o 10º colocado, por outro lado, terá direito a 115%. A mesma lógica vale para o CFD.
Para 2022, haverá uma ampliação de tais eventos: de três realizados em 2021, a expectativa é que ocorram seis no ano que vem. Bahrein, Ímola, Canadá, Áustria, Holanda e Brasil devem ter as corridas sprint. 
No próximo campeonato, também haverá o endurecimento do limite de custos. Após um máximo de 145 milhões de dólares (mais 822 milhões de reais segundo a cotação atual) em 2021, o valor será de 140 milhões de dólares (aproximadamente 795 milhões de reais) em 2022.
Assine o canal do Motorsport.com no YouTube
Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (‘joinha’) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

F1: Em meio a rumores sobre vaga como titular, de Vries fala de seu futuro
F1: ‘Mago’ da Red Bull, Newey quase morreu em acidente no meio de 2021, revela esposa
TELEMETRIA: Rico Penteado aponta favorito ao GP da Espanha e disseca circuito de Barcelona
Alonso dá “boas vindas” a Hamilton ao seu mundo na F1: “Faz uma mega volta, mas está 1s atrás”
Thiago Vivacqua estreia em categoria de acesso ao DTM
TELEMETRIA: Rico Penteado aponta favorito ao GP da Espanha e disseca circuito de Barcelona
Prefeito de Nova York tem interesse em receber F1 e oferece espaço para GP
F1 – Sainz alerta: carros de 2022 podem trazer problemas nas costas e pescoço a longo prazo
FIA pode treinar navegadores de rali para serem diretores de provas da F1

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.