Publicidade

Um acordo mal feito terminou em desentendimento na última sexta-feira (01), no Departamento de Água e Esgoto de Várzea Grande (DAE), entre um servidor contratado e o Presidente da Autarquia, Beto Arruda. Conforme fonte do site OEMPALLADOR, a acalorada discussão nasceu supostamente pela falta de compromisso firmado entre cardeais da Prefeitura/VG, com o funcionário, principalmente quanto a um “mísero” pagamento de abono no valor de R$ 300 reais. O “bafafa” sobrou inclusive para o Chefe de gabinete do Prefeito Kalil Baracat (MDB), Giorgio Barros, que teria recebido pesados recados, sendo revelados futuramente por esta coluna. A ação do servidor chegou ao ouvido de Baracat, entretanto, fez como Pôncio Pilatos, “lavou as mãos”. Tá virando moda não cumprir nada em VG.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui