Publicidade

Querendo aproveitar o apoio de sua apaixonada torcida, a equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari pressionou a saída de bola do adversário desde o início, o que fez com que o Estudiantes tivesse como melhor oportunidade na etapa inicial uma cabeçada de Lollo que foi bem defendida por Bento.

Já para o Athletico-PR o primeiro tempo ficou marcado pelo pênalti que foi cancelado aos 27 minutos. Após a bola tocar na mão de Godoy, o juiz assinalou a infração, mas depois, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), a penalidade acabou anulada.

No segundo tempo o Furacão aumentou ainda mais a pressão sobre a equipe argentina, chegando inclusive a marcar um gol aos 36 minutos. Khellven levantou a bola na área e Thiago Heleno finalizou com força de cabeça para superar o goleiro Andújar. Mas o juiz acabou anulando o lance após constatar, com auxílio do VAR, que o lateral estava impedido.

Antes da partida decisiva pela competição continental o Furacão tem um difícil compromisso contra o Atlético-MG, no próximo domingo (7) pelo Brasileiro.

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.