Publicidade

A Prefeitura de Várzea Grande através da Secretaria Municipal de Saúde, realiza o 2º Plantão Extra/Vacina VG, no próximo sábado, 6 de agosto, mas desta vez em dois locais distintos, na Escola Estadual Adalgisa de Barros na Avenida Filinto Mueller, para crianças de 5 a 11 anos e no Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos, o Fiotão, para o público-alvo de 12 anos acima.
“Queremos e vamos avançar ainda mais na imunização de toda nossa população, pois o número de casos vem aumentando gradativamente e felizmente com menor gravidade”, disse o prefeito Kalil Baracat, cobrando do Governo Federal a liberação de novos lotes de vacina principalmente a CoronaVac/Butantan que foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, para crianças de 3 anos acima.
Para o público-alvo de 5 a 11 anos na Escola Estadual Adalgisa de Barros estarão disponíveis a 1ª e 2ª doses. Já para aqueles com 12 anos acima, que serão vacinados no Ginásio Fiotão, estarão disponíveis a quatro doses já autorizadas até o momento desde o início da campanha de vacinação iniciada em 2021, lembrando que a quarta doses somente para pessoas com 40 anos ou acima e com o intervalo de quatro meses ou 120 dias após ter recebido a terceira dose.
Segundo o secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, na medida em que fique comprovado a necessidade de outras medidas, como o Plantão Extra – Vacina VG, para atender aqueles que trabalham ou tem dificuldades de irem a uma das 21 Unidades Básicas de Saúde que semanalmente vacinam, a ordem do prefeito Kalil Baracat é promover este tipo de ação.
“Nós vamos facilitar, na medida do possível, o acesso das pessoas as vacinas, porque nos preocupa o fato de até o presente momento existirem pessoas sem nenhuma das doses de imunizantes contra a COVID 19, ainda mais agora quando se percebe o aumento de casos em todos os países”, frisou o secretário de Saúde.
Tanto o prefeito Kalil Baracat como o secretário Gonçalo Barros frisaram que a vacinação contra a COVID 19 no Brasil foi iniciada em 17 de janeiro de 2021 e mesmo passado mais de um ano de efetiva vacinação, toda a população não foi vacinada e inclusive algumas pessoas sequer tomaram a primeira dose, sendo que para aquelas pessoas acima de 12 anos, já está se aplicando a quarta dose.
“Já tem previsão de vacinar criança a partir dos 3 anos de idade com a CoronaVac/Butantan que apresentou resultados considerados excepcionais pelos cientistas e médicos”, disse Kalil Baracat, sinalizando que países espalhados em diversos continentes já estão vacinando crianças com as várias vacinas que estão disponíveis no mercado.
No Brasil se encontram disponíveis a CoronaVac/Butantan/SinoVac; Pfizer/BionTech; AstraZeneca/Oxford e Janssen.
“Nós temos feito um esforço hercúleo para que as pessoas compreendam que a COVID 19 é uma doença nova e que a única opção para se salvar vidas são as vacinas disponíveis e os estudos em curso pela ciência e medicina que ainda estão coletando resultados, exames, enfim tudo que for relativo a COVID 19 para se ter mapeado todo o desenvolvimento da doença, suas manifestações e os tratamentos que deram resultados o que em média dura mais de 20 anos de estudos”, explicou Gonçalo Barros.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.