Publicidade
Jaime Bagattoli / Foto: Extra de Rondônia

O empresário Jaime Bagattoli foi parar na Delegacia de Polícia após “cair” numa blitz promovida por efetivos da Polícia Militar em conjunto com servidores do Detran em Vilhena.

O fato aconteceu na madrugada de 1º de maio e descrito como “embriaguez na direção”.

Bagattoli foi abordado conduzindo o veículo Jeep Gcherokee LTD. Foi oferecido o teste do etilômetro, que de livre e espontânea vontade o fez, constatando a embriaguez na direção de veículo automotor. O teste teve como resultado a quantia de 0,35 mg/L de ar expelido pelos pulmões.

Diante dos fatos, o empresário recebeu voz de prisão, teve seus direitos constitucionais informados e apresentado na Delegacia. Ele foi liberado para responder e liberdade após pagamento de fiança.

Já na Delegacia, o empresário, acompanhado de sua advogada, registrou o caso, informando que solicitou o reteste, mas lhe foi negado esse direito.

No local, Bagattoli, durante o procedimento de flagrante, teria solicitado que fosse feito o reteste, sendo novamente negado pelo agente do Detran sob alegação de que haviam acabado as fitas para impressão de resultado.

PRÉ-CANDIDATO AO SENADO

Bagattoli é conhecido em Rondônia, principalmente na região do Cone Sul por sua importante participação no agronegócio.

Por diversas vezes, ele já se manifestou publicamente que é pré-candidato ao Senado pelo PL, mesmo partido político do presidente Jair Bolsonaro.

sicoob credisul

Rural Show 728×90

Read More

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.