Publicidade

O atual governador, Mauro Mendes (União Brasil), está com sua reeleição consolidada nas duas maiores cidades de Mato Grosso.

Segundo pesquisa da PercentBrasil, o chefe do Executivo lidera a disputa em Cuiabá e Várzea Grande com 38% das intenções de votos.

No entanto, o vice-prefeito da Capital, José Roberto Stopa (PV), surpreendeu na modalidade estimulada e cravou 15% de preferência, percentual que o projeta como nome viável nestas eleições gerais.

Stopa herdou o espólio do atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB), que optou por permanecer no Alencastro.

O ex-deputado federal, Nilson Leitão (PSDB), figura na terceira posição com exatos 6%. Na mesma simulação, o ex-secretário estadual de Fazenda, Éder Moraes (PV), beliscou 1%, mas Éder deve mesmo concorrer ao cargo de deputado estadual. 

Ofatonews

RONYE PERCENT

Ronye Steffan Rosa Índio – Diretor da PercentBrasil

“Óbvio que o governador (Mauro Mendes) está consolidado em primeiro lugar, mas o Stopa (vice-prefeito) absorveu o eleitorado do Emanuel (prefeito). Ele começa a disputa na casa dos dois dígitos, cenário que o favorece a concorrer ao Governo com apoio da oposição em Mato Grosso”, analisou Ronye Steffan, sócio-proprietário da PercentBrasil.

Espontânea

O cenário espontâneo também confirma o favoritismo do atual governador, Mauro Mendes. Ele lidera a disputa em Cuiabá e Várzea Grande com 24,4%, seguido bem a distância por Emanuel que obteve 10,3%.

O senador, Wellington Fagundes (PL), que vai concorrer à reeleição, foi lembrado por 7% dos eleitores.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DE WHATSAPP PARA RECEBER INFORMAÇÕES DIÁRIAS DE MATO GROSSO. 

Na modalidade espontânea, Stopa conquistou 5% das citações, seguido pelo ex-deputado federal, Nilson Leitão, com 2,5%.

O sojicultor Odílio Balbinotti e a ex-reitora da Universidade Federal de Mato Grosso, Maria Lúcia Cavalli (PC do B), pontuaram com apenas 0,3%.

Rejeição

O ex-secretário estadual de Fazenda, Éder Moraes, e o atual chefe do Executivo, Mauro Mendes, são os mais rejeitados com 27,5% e 15,6%, respectivamente. O vice-prefeito da Capital, se topar concorrer ao Palácio Paiaguás, terá enorme potencial de crescimento, pois a rejeição dele é de apenas 4%, baixa se comparada com seus concorrentes.

Confira abaixo os gráficos da pesquisa:

PESQUISA 01

PESQUISA 02

PESQUISA 03

Metodologia

PercentBrasil aplicou a técnica “survey de opinião” com 1.000 entrevistados por telefone em Cuiabá e Várzea Grande. A coleta de dados se deu entre os dias 27 de abril a 3 de maio.

A margem de erro de é 3,10% para mais ou para menos. Seguindo os ditames da Lei Eleitoral, a pesquisa foi devidamente registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral sob o número MT-06721/2022.

Com informações site OFATONEWS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui