Publicidade
Imagem ilustrativa

A poucas horas da entrega definitiva das relações de candidatos de todos os partidos para a Justiça Eleitoral, a correria do final de semana está sendo intensa, certamente.

Embora o troca-troca de partidos esteja proibido desde 2 de abril, a vida real aponta que haverá, ainda, fichas sendo rasgadas e outras assinadas até a 25ª hora, como sempre aconteceu e vai continuar acontecendo nos períodos pré-eleitorais brasileiros e rondonienses. Tanto em nível nacional quanto local, há partidos que têm nomes de sobra para a disputa e outros que, ainda, estão correndo atrás, principalmente de candidatas mulheres.

Elas já são em bom número nas nominatas fechadas, mas nem todas as siglas e nem todas as poucas federações já conseguiram o número suficiente de candidatas. Mais: só na noite de segunda-feira haverá respostas menos evasivas, por exemplo, sobre quem vai disputar o Senado.

Há quatro nomes postados e outros que ainda podem entrar, mas até o último momento haverá dúvidas. Certos mesmo estão Jaqueline Cassol, do PP e Amir Lando, do MDB, pelo menos até agora. Mariana Carvalho (Republicanos) deve ir ao Senado, mas ao menos até o sábado, não tinha oficializado sua decisão, ao menos publicamente.

Expedito Júnior também deve ser confirmado, mas pelo PSD, partido presidido por seu filho, o deputado federal Expedito Netto, ambos aliados ao senador Marcos Rogério, do PL, que vai ao Governo. Um nome dos mais quentes, mas que até agora não conseguiu garantia do PL de que será o candidato ao Senado, é o do megaempresário do agronegócio, Jaime Bagattoli, o homem dos 212 mil votos em sua primeira participação na política rondoniense. O senador Marcos Rogério já o avisou que não há compromisso partidário do PL que garanta a vaga a Jaime, mas ele está mobilizando a militância bolsonarista para ser o indicado.

O PT já indicou Ramon Cujuí para a disputa, mas ele pode até mudar de planos, caso um dos partidos com quem os petistas estão conversando, queiram indicar outro nome. Neste caso, Cujuí abriria mão da sua indicação. Outra dúvida que deve ser esclarecida até o amanhecer da terça-feira, quando todas as relações estarão nas mãos do TRE: Vinicius Miguel, agora no PSB de Mauro Nazif, concorrerá ao Governo, ao Senado ou à Câmara Federal?

Todos os partidos estão fechando suas nominatas para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa. Todos fazendo contas, todos contando que os nomes escolhidos para suas relações de postulantes, possam realmente atingir o número necessário de votos, para que consigam eleger um, dois ou mais representantes.

Até as convenções, contudo, muita coisa pode mudar. Nomes hoje postos podem desistir pelo caminho, infelizmente a morte, tão cruel para todos, pode tirar personagens das nominatas e, ainda, discordâncias, brigas, confusões por interesses, ainda poderão mexer neste pacote enorme de pretendentes aos cargos legislativos, tanto em nível nacional quanto estadual.

Podem aparecer ainda candidatos ao Senado, à Câmara Federal e Assembleia até agora fora dos planos. Mas, no geral, o quadro está montado. Saberemos mais quanto o TRE fornecer ao público, as informações sobre cada partido e eventuais federações firmadas. A eleição bate à porta. Tudo se definirá nas convenções que começam em julho. Faltam cinco meses e meio, que passarão voando!

TRABALHO ANÁLOGO À ESCRAVIDÃO: SÓ A JUSTIÇA AMERICANA VAI ACATAR AÇÕES DE MÉDICOS CUBANOS?

As frases são do jornalista Alexandre Garcia: “o governo do PT tornou o Brasil cúmplice de tráfico humano e de trabalho escravo. Ou seja, nós voltamos a tempos anteriores ao 13 de maio de 1888!”.  Ela está num contexto de um comentário maior, depois que o Tribunal de Apelações do distrito de Columbia, nos Estados Unidos, ter concedido a quatro médicos cubanos, o direito de processarem a Organização Panamericana de Saúde, a famosa OPAS. O assunto voltou ao notici´pario novamente, esta semana, nas redes sociais. Na ação, os quatro médicos alegam ter exercido trabalhos análogos à escravidão entre 2013 e 2018. A informação não é nova, claro, mas nesta semana reacendeu a discussão sobre o esquema elaborado pelos governos petistas do nosso país, que recebiam profissionais cubanos, mas a eles repassava apenas 10 por cento do total do valor dos contratos de milhões de reais. Outro percentual de 5 por cento ficava com a OPAS, pela intermediação do negócio e o restante, depois de transformados os reais em dólares, ia tudo para os cofres do governo comunista de Cuba. A OPAS foi intermediária do sistema análogo à escravidão, cedendo sua própria conta bancária e depois repassando os valores ao governo de Cuba. Aliás, o mesmo esquema não foi só no Brasil. Segundo o Departamento de Estado americano, Cuba exportou nas últimas décadas, pelo menos 50 mil profissionais de saúde para aproximadamente 60 países, recebendo, por isso, bilhões de dólares. As denúncias feitas nos Estados Unidos não tiveram nenhuma repercussão na mídia brasileira, sempre ciosa no combate a qualquer tipo de trabalho escravo e nem no Ministério Público do Trabalho ou da Justiça do Trabalho, sempre atuantes na hora de descobrir trabalhadores em situação análogo à escravidão, principalmente na áreas rurais.Ou seja, por aqui, silêncio total sobre este odioso crime!

UMA GRAVE OFENSA PUNIDA: JUSTIÇA CONDENA AUGUSTO NUNES POR ATAQUES AO GOVERNADOR MARCOS ROCHA

No ano passado, o jornalista Augusto Nunes fez sérias acusações, todas diretas, ao governador Marcos Rocha. Publicou em seu blog, à época, um texto com o título de “Cafajestes no poder”. No corpo do texto, afirmava, sem qualquer prova, que o governo de Rondônia desviava vacinas, falsificava relatórios e exportava doentes, em pleno auge da pandemia. Ofendido, o governador exigiu que o jornalista se retratasse, já que tinha extrapolado o direito à opinião, a partir da divulgação de fatos que nada tinham a ver com a realidade. Os dois chegaram a conversar. Á época, o homem de Rádio e TV, Everton Leoni, intermediou a conversa. Augusto Nunes teria, segundo Marcos Rocha, reconhecido o erro e prometeu publicar um novo texto, corrigindo o grosseiro ataque. Nunca o fez. Foi então processado pelo Governador rondoniense e, agora, condenado a pagar 12 mil reais de indenização ao político que atacou. Decisão do juiz Dalmo Bezerra, da 5ª Vara Cível de Porto Velho, considerou que o famoso homem da mídia nacional extrapolou não só por divulgar fatos sem qualquer comprovação, mas, ainda atacou a honra do Governador, de forma exagerada. A sentença foi anunciada nesta semana e, a ela, ainda cabe recurso.

SOB UM SILÊNCIO CÚMPLICE, PARTE DE UMA GERAÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS É EXTERMINADA

O que aconteceu neste triste país, que está assistindo, braços cruzados, o extermínio de parte da sua população jovem e em muitos casos, de suas crianças? Será que os erros do passado não foram aprendidos? Será que a liberação de quase tudo e a impunidade que criamos, protegendo assassinos e ignorando suas vítimas, tem servido de combustível para tanta violência? Como aceitamos, passivamente, num silêncio de cumplicidade, tantas mortes de crianças e jovens, sem tomarmos ações concretas, corretas, dignas? Até quando vamos ser guiados pela demagogia, pelo discurso distorcido; até quando vamos continuar elegendo esses defensores de bandidos, que em seus mandatos valorizam a vida e os direitos dos criminosos, mas nunca os de quem eles atacam? Todos os dias, no país inteiro, somos abalados por notícias de que gangues e facções, bases do crime organizado, enfim ou apenas bandidos que agem por conta própria, matam friamente crianças entre 10 e 12 anos (quando não menos!) e jovens, entre 14 e 18 anos? Na última quarta-feira, em poucas horas – e são apenas exemplos de um único dia – duas meninas foram brutalmente mortas. Uma delas, em Porto Velho, na conflagrada zona leste, transformada em zona de guerra pela bandidagem que age livremente – de apenas 15 anos, levou seis tiros. Todos no rosto. Quando forem pegos, se “dimenor” os assassinos estarão nas ruas em breve. Se “dimaior”, pegarão penas leves e, também em pouco tempo, andarão livres, por onde cometeram tão brutal crime. Já em Ariquemes, outra menina assassinada. Apenas 17 anos. Morta por um namorado ciumento. Outro que, pelas leis brasileiras, terá direito a uma longa vida, enquanto sua vítima apodrece embaixo da terra. Que país é este que estamos aceitando conviver?

RONDÔNIA PREPARA DESFILE HISTÓRICO PARA COMEMORAR OS 200 ANOS DA INDEPENDÊNCIA

Um grande evento, uma data histórica ímpar para o Brasil, acabou sendo praticamente esquecida até agora, engolida por temas como a eleição presidencial, a divisão política do país, a pandemia e a guerra da invasão da Rússia contra a Ucrânia. Mas, os 200 anos da Independência começam, enfim, a fazer parte dos nossos planos para 2022. Faltando quatro meses e meio para o 7 de Setembro, quando vamos festejar o segundo centenário do Grito do Ipiranga, o governo do Estado começa a planejar uma série de eventos, a partir da coordenação da Casa Militar e com apoio de praticamente todas as demais secretarias.

O lançamento do programa comemorativo foi na última quarta-feira, dia 13 e ele vai se estender até o dia da Independência, quando, depois de dois anos (a pandemia não permitiu), está sendo projetado um gigantesco desfile cívico-militar, como poucas vezes Rondônia assistiu. O governador Marcos Rocha participou, pessoalmente, do evento que abriu as comemorações, na Escola Tiradentes, onde ele foi diretor. Rocha se emocionou com a recepção dos estudantes e acabou tendo que abrir uma sessão de autógrafos, depois da solenidade, tantos eram os pedidos, principalmente das crianças. Para lembrar um pouco, no centenário do 7 de setembro, em 1822, o Brasil realizou uma exposição histórica, para mostrar suas potencialidades, entre grandes eventos da época. Já no Sesquicentenário, em 1972, auge do regime militar, o grande destaque foi um gigantesco desfile militar em São Paulo, com a presença de mais de 18 mil representantes das Forças Armadas. O desfile foi assistido por uma multidão. Agora, nos 200 anos, no auge da democracia, espera-se, em todo o país, festas marcantes e inesquecíveis.

NOSSA MAIS QUERIDA PRAÇA HISTÓRICA FICA PRONTA NO FIM DESTE SEMESTRE, GARANTE A PREFEITURA

Dessa vez não é sonho. Falta muito pouco. Cerca de 90 por cento das obras da Praça da Estrada de Ferro Madeira/Mamoré, com uma restauração jamais vista em sua história, está muito perto do fim. Segundo o site Rondoniagora, os 10 por cento das obras estão andando. Se não houver nenhum sapo enterrado, como muitas vezes aparecem em obras rondonienses, até o meio deste ano tudo estará concluído, para ser aberto ao público. Toda a obra foi bancada pela Santo Antônio Energia, que fez pesados investimentos, oriundos das compensações financeiras a que a Capital tem direito. Uma das vantagens no tipo de relação da Prefeitura com a Santo Antônio é que, caso fosse feita uma obra municipal, ela levaria, sem dúvida, pelo menos quatro vezes mais tempo. Se tivesse que cumprir todos os trâmites burocráticos, fazer todas as licitações e ter que parar a obra a cada decisão judicial sobre algum problema, a nova Praça da EFMM certamente ficaria pronta lá por 2024. Mas como é uma obra privada, tudo transcorreu com rapidez, reduzindo custos e andando dentro do cronograma traçado.  A nova Praça está realmente ficando muito bonita. Ela, quando for aberta ao público, vai surpreender por todas as inovações que apresentará, destacando-se também a preservação do nosso patrimônio histórico. Que o final das obras chegue logo!

PREFEITO TEM APOIO DO PRESIDENTE DA CÂMARA E DE TODOS OS VEREADORES PARA REAJUSTAR SALÁRIOS DE MILHARES DE SERVIDORES

Os milhares de servidores municipais da Prefeitura de Porto Velho, comemoram o anúncio feito pelo prefeito Hildon Chaves, com integral apoio do presidente da Câmara, vereador Edwilson Negreiros e todos seus demais companheiros, de um reajuste salarial, a partir de 1º de maio, Dia do Trabalhador, na ordem de 10,06 por cento. Outra revisão alcança o auxílio-alimentação dos servidores municipais que recebe atualização de 330 reais e passarão a receber 500 reais. Também foi aprovado o auxílio fardamento no valor de 1.200 reais para os trabalhadores lotados na Semusb, Semagric, Semob, Sema, e Semad, que ficam obrigados a utilizarem uniformes no ambiente de trabalho. O mesmo benefício será pago aos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias do município. Outro ponto discutido foi o aumento percentual na remuneração de servidores efetivos da Prefeitura que hoje respondem por algum cargo comissionado. “Era uma demanda antiga. Agora, esse percentual sobe de 60 por cento para 80 por cento, para aqueles servidores efetivos que hoje exercem algum cargo de comissão no município”, anunciou o Prefeito. Em sessão extraordinária da Câmara Municipal de Porto Velho, os vereadores aprovaram demandas do Executivo e consolidaram também a implementação do piso salarial para educadores em sala de aula, dentro das exigências do Tribunal de Contas.  Isso faz com que a Capital rondoniense seja uma das primeiras a se perfilar com as diretrizes impostas por lei federal. O presidente da Câmara, Edwilson Negreiros, comemorou. “É uma vitória para os funcionários públicos, com aval integral dos Poderes Executivo e Legislativo. Tanto o Prefeito quanto todos os vereadores entenderam a necessidade de valorizar esses profissionais”. Negreiros concluiu: “agora se faz justiça a esses cidadãos e cidadãs que contribuem todos os dias para o desenvolvimento de Porto Velho”.

JORNALISTAS RECEBEM VOTO DE LOUVOR NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA, POR PROPOSTA DO DEPUTADO CRISPIM

Por iniciativa do deputado Ismael Crispim vai homenagear vários jornalistas, em solenidade marcada para a manhã desta segunda-feira pela manhã, na Assembleia Legislativa. Um grupo de profissionais da imprensa rondoniense, com 24 nomes, faz parte da homenagem, incluindo muitos deles membros da equipe da Superintendência de Comunicação do Parlamento e de assessorias de deputados. Todos os agraciados receberam Voto de Louvor, a partir de iniciativa de Crispim. Os homenageados: Ana Carolina Custódio, Alessandro Lubiana, Antônio Maria Claret Pessoa, Edvaldo Rodrigues Soares. Elaine Regina Pereira Maia, Eliânio de Nazaré Nascimento, Eranildo Costa Luna, Geovani Berno. Gerson Barbosa Costa. Helen Esteves Reis, Ivanilson Frazão Tolentino. Jocenir Sérgio Santanna, José Carlos Paim. José Cícero Moura, Juliana Antonieta Martins Dias, Laila Luana Costa Moraes, Nilton Vernal Salina e Sérgio Pires. A homenagem se refere à passagem do Dia do Jornalista e foi agendada para o início desta semana, depois do feriadão de Páscoa. Ismael Crispim é um dos deputados que mais têm se destacado na atual legislatura. Representa a região de São Francisco do Guaporé e está em busca da sua primeira reeleição no parlamento rondoniense.

PERGUNTINHA

O que você achou do discurso empolgado do ex-governador de São Paulo e ex-tucano Geraldo Alkminn, agora parceiro de Lula na disputa pela Presidência da República, taxando seu companheiro de ”o maior líder popular do país”, depois de ter feito ataques por anos ao petismo e seu líder, chamando-o, em passado recente, várias vezes de ladrão?

sicoob credisul

Rural Show 728×90

Read More

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.