Publicidade
Albinos enfrentam discriminação e ataques no sul da África

Albinos enfrentam discriminação e ataques no sul da África
Marie Frechon/ONU

Um pai foi detido no noroeste de Moçambique, no leste da África, por tentar vender os três filhos albinos dele, cujos corpos seriam usados em práticas de feitiçaria, anunciou nesta segunda-feira (25) a polícia.

As autoridades da região de Tete detiveram o pai e o tio dos três menores no último fim de semana, após uma denúncia anônima.

As crianças seriam vendidas no Maláui por um valor próximo de US$ 39 mil (R$ 210,5 mil), explicou o porta-voz da polícia local, Feliciano da Câmara.

Alertados pela denúncia anônima, “começamos a investigar, e foi possível salvar os três menores, com idades compreendidas entre 9 e 16 anos, e que estavam cativos”, acrescentou a fonte.

Tanto o pai quanto o tio negam envolvimento no esquema de tráfico de pessoas.

No sul da África, os albinos enfrentam discriminação e ataques, e partes de seu corpo são usadas em rituais de feitiçaria para saúde e sucesso.

O albinismo é um distúrbio genético caracterizado pela ausência total ou parcial de pigmentos na pele, nos cabelos e nos olhos.

Após 40 anos de extinção, rinocerontes voltam a país africano em contêineres. Veja:

 

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.