Publicidade

Nesta sexta-feira (8), a equipe formada por Maria Eduarda Arakaki, Deborah Medrado, Nicole Pircio, Gabrielle Moraes da Silva, Giovanna Oliveira e Bárbara Galvão garantiu a segunda melhor nota na série mista (29.050), atrás apenas do México (30.150). Na quinta (7), o conjunto brasileiro conquistou a primeira posição nos cinco arcos.

Na série mista, a equipe do Brasil apresentou uma coreografia montada com base na música Smile, de Charles Chaplin. “Estudamos bastante, é um código muito artístico e sempre tivemos isso como ponto forte. As nossas treinadoras são fortes no artístico, então foi incrível. Pudemos estudar, assistir filmes do Chaplin, estudar os movimentos dele. Trouxemos para a coreografia o máximo de referências que conseguimos”, disse Maria Eduarda, a capitã do time brasileiro.

No individual geral, Geovanna Santos da Silva fez a alegria da torcida presente na Arena Carioca 1, conquistando a prata. A atleta, que disputou os Jogos Olímpicos de Tóquio, somou 113.750 pontos, ficando atrás apenas da norte-americana Evita Griskenas.

“Estou eufórica. Estar aqui no Pan, representando muito bem o nosso país, é muito gratificante. É uma seleção que tem meninas novas, que estão subindo na categoria, tem ginastas que estão vivendo o primeiro grande evento e estamos muito felizes”, afirmou Geovanna.

Outra conquista para o Brasil foram as duas vagas no Mundial de Sófia (Bulgária), que será disputado em setembro. Elas foram garantidas após o país ficar em segundo lugar na soma de todos os resultados individuais. As vagas não são nominais.

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.