Publicidade

A prefeitura de Várzea Grande inaugura, nesta segunda-feira (30), a nova Casa de Acolhimento para população em situação de rua “Rogina Marques de Arruda”.  O local, situado na Rua Espirito Santo, 373, no bairro Nova Várzea Grande, próximo a região Central, possui capacidade para atender até 30 homens e uma família.

A homenageada faleceu em abril de 2021, foi servidora de carreira da Prefeitura Municipal de Várzea Grande e Presidente do Conselho Municipal dos Idosos e coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho infantil no município. Arruda era Assistente Social, Pedagoga e realizava trabalhos voltados para a criança, os adolescentes e idosos visando fomentar, incentivar e ampliar o universo de conhecimentos, por intermédio de atividades culturais, desportivas e de lazer, promovendo mudanças de hábitos e atitudes que visassem a melhoria na qualidade de vida das famílias, através do estreitamento na relação escola e comunidade.

Visando manter a característica de uma residência familiar, o espaço físico da Casa de Acolhimento possui quatro quartos, uma sala de estar para convívio e entretenimento, quatro banheiros, uma suíte para família, cozinha de apoio, amplo refeitório, sala de coordenação e administrativo, além de sala de atendimento para equipe técnica – psicóloga e assistente social -, contendo uma extensa área externa.

O coordenador do Centro POP – Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Risco, Fábio Reveles, disse que a unidade é destinada a população de risco e que se encontram em situação de rua, e que desejam ser acolhidos. “A partir do momento em que eles chegam à casa, recebem atendimentos médico tanto no local como pela equipe do Consultório de Rua, do Centro de Atenção Psicossocial, da Unidade de Pronto Atendimento, entre outras unidades de saúde”, explicou.

Já com relação à documentação pessoal, tão logo o usuário seja acolhido, o Serviço Social verifica a situação documental de cada um. Quem não possui, as equipes da Assistência Social providenciam e encaminham para cadastramento nos programas assistenciais do Governo Federal, como Bolsa Família e Auxílio Emergencial.

Seguindo a premissa de uma gestão humana e preocupada em avançar nas mudanças necessárias à população que se encontra à margem da sociedade, o prefeito Kalil Baracat pondera que eles recebam um atendimento psicológico individual e em grupo adequado por meio do programa.

“E isso se dá de maneira gradual e de acordo com a complexidade de cada caso. Para os que não têm famílias em Várzea Grande, a Secretaria de Assistência Social fornece passagens para que possam encontrar seus parentes em outros municípios e até fora do Estado”, observou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.