Publicidade

A Prefeitura de Várzea Grande quitou hoje, dia 31, a 16ª folha salarial da gestão do prefeito Kalil Baracat (MDB) e empossa neste dia 1º de junho, os últimos de quase 3 mil aprovados no concurso público realizado em 2018, lembrando que áreas essenciais como Saúde, Educação e Social, empossaram alguns classificados, ou seja, além dos aprovados.

Mais uma vez, o pagamento ocorre dentro do mês trabalhado, pontualidade que garante o giro econômico de cerca de R$ 35 milhões antes mesmo da virada do mês.

O prefeito, que esteve reunido com sua equipe econômica, reafirmou o calendário salarial, que é elaborado todo início do ano e é rigorosamente cumprido. “Sabemos que esses recursos são bastante aguardados pelos servidores e pelas empresas e indústrias locais. Antes da virada do mês sabem que podem contar com essa capitalização dentro da cidade. Nossos servidores podem planejar seu orçamento doméstico sem qualquer receio de ‘furos’, já que o salário cai em conta sempre no último dia útil do mês. O salário em dia é uma forma de mitigar os efeitos da inflação em dois dígitos que corrói o poder de consumo”.

Kalil lembrou ainda que recentemente autorizou a convocação dos últimos aprovados no concurso público realizado em 2018 e já prepara a realização de novos concursos, como o da Guarda Municipal.

“Estamos dentro da lei e da ordem respeitando os limites de gastos com o funcionalismo público analisando e levantando impactos quanto a realização de novos concursos como da Guarda Municipal, até porque recentemente concedemos reajustes para todo o funcionalismo público municipal que variou entre 7% até 13,8% se considerarmos além do RGA, a elevação de todos os níveis da carreira do funcionalismo público municipal”, disse Kalil Baracat.

Na última sexta-feira, a prefeitura, por meio da secretaria de Gestão Fazendária, apresentou o balanço financeiro do Município neste primeiro quadrimestre de 2022. Os dados evidenciaram a eficiência dessa gestão na condução do orçamento público, excelência essa que garante investimentos, salários em dia e garantia de direitos aos servidores.

Ao tomar ciência de detalhes do Balanço Fiscal – a primeira parcial do ano – o prefeito destacou os avanços em área essenciais, “tudo isso porque, mês a mês estamos superando o desafio de manter o equilíbrio financeiro em momentos de incertezas e mais que pagar as contas em dia, geramos um superávit de mais de R$ 52 milhões. Os números comprovam o vigor da saúde financeira de Várzea Grande”, comemorou o prefeito Kalil.

O prefeito lembrou que não apenas os salários dos servidores são pagos dentro do prazo, como também outros compromissos de fornecedores, prestadores de serviços, empreiteiros entre outros.

Diante dos dados ainda, o prefeito ressaltou que embora haja adversidades no cenário macroeconômico, existe, dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, uma posição bastante confortável de Várzea Grande. “Mesmo ampliando os gastos com a folha ao cumprir diretos dos servidores como pagamento do RGA e do nivelamento funcional, como prevê o Plano de Carreiras, Cargos e Salários de Várzea Grande, o nosso gasto com pessoal, incluindo a Administração Direta, quanto ao Departamento de Água e Esgoto (DAE) e o Instituto de Previdência (PREVIVAG), representa 42,71% da receita. O limite prudencial é de 51,30% e o teto de gastos, conforme a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), em 54%. Existe todo um esforço da gestão para garantir compromissos de campanha e manter o ritmo de investimentos”, pontou o prefeito.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.