Publicidade

Médicos, enfermeiros, técnicos das equipes de Saúde da Atenção Primária, estiveram envolvidos nas atividades multidisciplinar do Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, celebrado neste 26 de abril, bem como o Dia Mundial da Hipertensão, lembrado em 17 de maio, nas unidades Básicas de Saúde dos bairros Jardim Glória I e Água Vermelha, em Várzea Grande.

A Secretaria Municipal de Saúde ofertou diversas ações educativas nas unidades de saúde durante o mês de abril, com a finalidade de sensibilizar as pessoas sobre formas de prevenir a doença, alertar sobre os principais sintomas da hipertensão e identificar quem precisa buscar tratamento, além de realizar testes e exames laboratoriais. O evento gratuito, disponibilizou consultas com enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, serviços de aferição de pressão arterial, testes de glicemia, HIV, Sífilis, além de palestras educativas sobre a doença, alimentação saudável e consultas médicas.

“Propagar informação, estimular hábitos saudáveis e promover qualidade de vida. As ações tiveram esse objetivo no mês de abril, de alertar os pacientes das unidades e principalmente os idosos sobre os benefícios da alimentação saudável aliada à prática de exercícios físicos na prevenção dessa doença, além de trabalhar os aspectos emocionais dos pacientes, por meio de apoio psicológico e realização frequente de testes e aferição de pressão, além da dispensação de medicamentos e consultas clínicas”, enumerou o Superintendente de Atenção Primária à Saúde, Geovane Renfro.

Geovane alega ainda, que estas ações são oportunas, pois envolvem todos os profissionais das unidades, em um forte movimento, pois a hipertensão é uma doença de grande impacto na sociedade e no sistema público de saúde.

“De fato é uma oportunidade de explicarmos a importância do enfrentamento desta doença, que é prevalente no Brasil e no mundo, bem como um dos principais fatores de risco para problemas cardiovasculares. Em razão disto e por ser uma doença assintomática, a aferição da pressão arterial é o método mais eficaz para detectar possíveis problemas de pressão alta no paciente. As atividades são de cunho educativo e explicativo, e trouxeram mais conhecimentos aos usuários do SUS destas unidades”, afiançou ele.

Segundo a técnica em nutrição da Atenção Básica em Saúde, Rosemeire Maria Souza Santos, não adianta tratar o paciente hipertenso só clinicamente, ele também tem que aprender a ter uma alimentação mais saudável. “Alimentação saudável é aquela que garante o fornecimento de todos os nutrientes necessários para o funcionamento do nosso corpo. Investir em alimentos pouco processados e reduzir o consumo de gorduras, sal e açúcar são algumas das medidas que podem melhorar a sua alimentação. Além disso, o Ministério da Saúde salienta que não basta apenas ter cuidado com os alimentos para se ter uma alimentação saudável, é imprescindível também se alimentar em ambiente adequado e dedicar um tempo para fazer do ato de comer um momento de prazer e tranquilidade. O objetivo é chamar atenção para os cuidados básicos com a saúde, orientar sobre a importância da realização dos exames preventivos e estimular o paciente a buscar tratamento médico o quanto antes, caso seja necessário, e estimulá-lo a fazer exercícios físicos e melhorar a alimentação”, argumentou a técnica.

Ainda de acordo com Geovane Renfro, os eventos realizados durante o mês de abril em todas as unidades de Saúde da Atenção Primária do município, funcionaram como forma de conscientizar a população sobre a relevância de fazer o teste da glicemia e aferir a pressão arterial. “Muitas pessoas nunca fizeram esse tipo de controle e não têm ideia que precisam buscar um médico com que possam abordar essa questão. As atividades serviram de alerta tanto para os que já estão familiarizados com o tratamento quanto para quem nunca fez e necessita de algum tipo de acompanhamento, além da importância social que o evento possui, uma vez que contribui com informação e conscientização, e auxiliar o paciente na busca por tratamento, mudanças na alimentação e consequentemente mais qualidade de vida”, disse ele.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.