Publicidade

O vencedor do prémio recebe 8000 euros e o convite para tocar como solista num concerto com a Orquestra Sinfónica Casa da Música.
A jovem violoncelista alemã Konstanze Pietschmann é a vencedora do 7.º Prémio Internacional Suggia – Casa da Música, concluída a prova final disputada na sexta-feira à noite, num concerto com a Orquestra Sinfónica Casa da Música, de acordo com o anúncio do júri.
Aluna da HMT Felix Mendelssohn-Bartholdy de Leipzig, na Alemanha, Konstanze Pietschmann conquistou o Prémio Suggia com a interpretação do Concerto para violoncelo e orquestra em Lá menor, de Robert Schumann, afirmando-se perante o outro finalista, o violoncelista português João Pedro Gonçalves, aluno do Conservatório Real de Bruxelas, que interpretou o Concerto para violoncelo e orquestra em Si menor, de Antonín Dvorák.
O júri do concurso foi constituído pelos violoncelistas Marc Coppey, Maria de Macedo e Pavel Gomziakov, e pelo maestro Carlos Izcaray, que dirigiu a orquestra.
O vencedor do Prémio Internacional Suggia – Casa da Música, criado em homenagem à violoncelista portuense Guilhermina Suggia, recebe 8000 euros e o convite para tocar, como solista, num concerto com a Orquestra Sinfónica Casa da Música, na próxima temporada, adianta o comunicado da Casa da Música.
Nascida em 2000, Konstanze Pietschmann começou a estudar violoncelo aos três anos, tendo prosseguido a formação na Escola Superior de Música e Teatro Felix Mendelssohn-Bartholdy. Participou em vários concursos, e a sua estreia como solista deu-se em 2019, na Gewandhaus de Leipzig, exactamente com o Concerto para violoncelo de Robert Schumann.
O segundo finalista, João Pedro Gonçalves, também nasceu em 2000. Foi aluno de Ana Cláudia Serrão, Marco Pereira e Paulo Gaio Lima. Nos últimos anos, trabalhou com professores e violoncelistas como Kyril Zlotnikov, Marc Coppey e Gary Hoffman, e com maestros como Lorenzo Viotti, Giancarlo Guerrero e Gustavo Dudamel.
A israelita Elia Cohen Weissert, de 25 anos, aluna do Conservatório Real de Bruxelas, foi a vencedora da 6.ª edição do prémio, realizada em 2019.
Guilhermina Suggia, nascida em 27 de Junho de 1885, no Porto, é uma das mais destacadas intérpretes portuguesas, das primeiras décadas do século XX, tendo actuado nas principais salas de concerto.
Em 1903, Suggia foi a primeira mulher solista a tocar na Gewandhaus, em Leipzig.
A par de Pablo Casals, com quem manteve uma relação de proximidade, entre 1906 e 1913, foi considerada uma das maiores violoncelistas da época.
Guilhermina Suggia fixou-se em Londres, pouco antes da I Guerra Mundial, enchendo salas de concerto. Antes da II Guerra Mundial, regressou a Portugal, ao Porto, prosseguindo a carreira internacional até à morte, em 30 de Julho de 1950.
Nesta sétima edição do Prémio Suggia participaram cinco candidatos oriundos da Alemanha, Áustria, Bélgica, Finlândia e Reino Unido,
O programa de homenagem à violoncelista Guilhermina Suggia prossegue este sábado, com a Maratona de Violoncelistas, que conta com a participação de alunos de várias escolas do ensino artístico de música.
Seja o primeiro a comentar.
Escolha um dos seguintes tópicos para criar um grupo no Fórum Público.
Ao criar um novo grupo de discussão, tornar-se-à administrador e será responsável pela moderação desse grupo. Os jornalistas do PÚBLICO poderão sempre intervir.
Saiba mais sobre o Fórum Público.
Ao activar esta opção, receberá um email sempre que forem feitas novas publicações neste grupo de discussão.
Email marketing por
@ 2022 PÚBLICO Comunicação Social SA
Para permitir notificações, siga as instruções:
Estes são os autores e tópicos que escolheu seguir. Pode activar ou desactivar as notificações.
Receba notificações quando publicamos um texto deste autor ou sobre os temas deste artigo.
Estes são os autores e tópicos que escolheu seguir. Pode activar ou desactivar as notificações.
Para permitir notificações, siga as instruções:

source

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.